Comunidade unida em prol do Estádio de Periperi

O imbróglio em torno do futuro do Estádio de Periperi, no Subúrbio Ferroviário, foi discutido na Tribuna Popular da Câmara Municipal de Salvador, na tarde de segunda-feira (26). A comunidade foi representada no púlpito do Plenário Cosme de Farias por Adalberto Souza.

No terreno onde funciona o estádio de futebol do bairro será erguido um atacadão, contra a vontade de moradores e líderes comunitários. Além de espaço esportivo, o equipamento concentra diversas lojas comerciais e de serviços.

“A população do Subúrbio não vai aceitar a construção de mercado naquele local. Aquele é um espaço destinado a políticas públicas, sem falar que esta construção vai afetar os pequenos comerciantes que há anos trabalham no bairro”, afirmou Adalberto.

Durante o pronunciamento do líder comunitário, um grupo de aproximadamente trinta moradores do bairro periférico o apoiavam e mandavam recado ao Executivo municipal. “Prefeito, está avisado, o Subúrbio não quer mercado!”, entoaram. Diante da rejeição à implantação do novo empreendimento, Adalberto Souza disse que a comunidade está disposta a lutar. “Se for preciso vamos acampar dentro do terreno”, declarou, ressaltando que a comunidade só não promoverá protesto na Avenida Afrânio Peixoto, a Suburbana, para não prejudicar os moradores da região.

O líder comunitário participou da Tribuna Popular por intermédio do vereador Teo Senna (PHS). Na ocasião, o legislador pregou ação suprapartidária dos vereadores diante da desapropriação do equipamento, que, segundo ele, deveria ser revitalizado e mantido como espaço poliesportivo voltado para a formação de esportistas e cidadãos.

As vereadoras Aladilce Souza (PCdoB), que propôs o tombamento do estádio como patrimônio histórico, e Marta Rodrigues (PT) declararam apoio à comunidade. Também contrário à implantação do mercado no terreno, o vereador Marcos Mendes (PSOL), presidente da Comissão em Defesa da Criança e do Adolescente, ressaltou que “ampliar as áreas de lazer no Subúrbio evita que os jovens sejam tragados pelo tráfico de drogas”.

Câmara Municipal de Salvador

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

%d blogueiros gostam disto: