Escolas municipais passam a contar com intérprete de Libras



A partir desta quinta-feira (25), 31 alunos da rede municipal com surdez ou deficiência auditiva passam a contar com intérpretes de Libras. Esses profissionais têm a função de ser o canal comunicativo entre o aluno surdo, o professor, colegas e equipe escolar. A apresentação da equipe de intérpretes acontece nesta quinta (25), às 9h, na Escola Municipal Helena Magalhães, na Ladeira da Alegria, em Boa Vista do São Caetano, com as presenças do vice-prefeito Bruno Reis e do secretário municipal de Educação, Bruno Barral.
Estima-se que no Brasil todo exista apenas 230 intérpretes capacitados em salas de aula. No total, 28 escolas da rede municipal estão recebendo os 30 profissionais, que passam a atuar junto a alunos do grupo 5 ao 6° ano do Ensino Fundamental, nos anos finais.  “A presença do tradutor e intérprete de libras nas salas de aula irá viabilizar o acesso à comunicação, informação e a educação dos alunos surdos”, explica a gerente de currículo da Secretaria Municipal de Educação (Smed), Edna Rodrigues.
O titular da Smed, Bruno Barral, destaca que, entre os principais objetivos, a medida visa garantir a permanência dos alunos em sala de aula. “Através da presença deste profissional, estamos criando mais um mecanismo para que este estudante não abandone os estudos, aperfeiçoando e garantindo a aprendizagem desses alunos surdos ou deficientes auditivos”, pontua.
Segundo ele, os estudantes que terão o acompanhamento dos intérpretes já são atendidos no contraturno tanto na Associação de Pais e Amigos de Deficientes Auditivos (Apada) quanto na Associação Educacional Sons no Silêncio (Aesos), instituições parceiras da Smed, sem fins lucrativos, que trabalham com foco no aperfeiçoamento da língua.
SECOM 


Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

%d blogueiros gostam disto: