O Matuto e suas histórias

Como é de costume todos os dias vou a padaria de seu Zé pela manhã cedinho comprar aquele pão quentinho saindo do forno na hora, eta coisa boa aqui na minha cidade, pois é mais não é isso que eu quero falar é sobre um assunto que um jovem me abordou hoje, ele fez a seguinte pergunta, porém primeiro ele com é de costume aqui primeiro ele me saudou com aquele ‘Dia’ o mesmo bom dia da cidade grande, vamos lá a pergunta “Moço eu tenho 17 anos já posso votar para escolher o presidente, deputado, governador,seja lá o que for, porém porque com os meus 17 anos não tenho direito a uma edição de qualidade,uma saúde de excelência,um transporte digno,uma segurança plena?”.
Confesso que fiquei confuso com a maneira em que o jovem me fez a pergunta porque ele foi coerente e decisivo na sua maneira de querer uma orientação,no decorrer do diálogo fiquei muito feliz em saber porque ele me fazia essa pergunta,ele explicou, “Veja bem eu tenho 17 anos, disse ele o senhor tem idade para ser meu avô então o senhor já está vendo a minha dificuldade agora, imagina aí o senhor a dificuldade dos meus netos”, parando para observar o relato do jovem precisamos sim escolher melhor os nossos representantes e fico muito feliz em saber que aqui na roça também tem gente que pensa no futuro dessa nação.

Visão Cidade



Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

%d blogueiros gostam disto: