Nota de Esclarecimento:Cratera em Matarandiba

Propaganda

A Dow confirma que foi identificado um sumidouro nas proximidades de suas operações na Ilha de Matarandiba (Bahia), fenômeno geológico conhecido como sinkhole, ou vazio subterrâneo, em português. Felizmente, por se tratar de uma região remota e de mata fechada, não houve feridos ou qualquer interrupção na rotina da ilha.

A empresa está apurando os motivos desse fenômeno geológico com a ajuda de especialistas. O acesso ao local está restrito a pessoas autorizadas, por uma questão de segurança.

A Dow já informou a comunidade, autoridades e órgãos responsáveis sobre a ocorrência. Estudos geológicos mostram que não há uma maneira de prever o aparecimento do sinkhole. A empresa está avaliando o comportamento desta erosão. Com base nestes estudos, que podem durar até 1 ano, haverá a definição dos próximos passos.

A Dow possui operações na Bahia desde a década de 60, sem qualquer registro de danos ao meio ambiente devido à sua operação. A Dow reforça que o bem-estar dos empregados, da comunidade e do meio ambiente sempre foi e continua sendo prioridade para a companhia, que possui processos e altos padrões de segurança do trabalho em todas as suas unidades.

Monica Favero ASCOM



Um comentário em “Nota de Esclarecimento:Cratera em Matarandiba

  • 8 de junho de 2018 em 14:13
    Permalink

    A Dow química é uma empresa predadora sua licença de operações está a anos aguardando atrever do INEMA acho importante levar o caso ao MP para que possam investigar os procedimentos que a empresa vem adotando.

    Vale ressaltar que é questionável está responsabilidade com o meio ambiente pois a ilha de Matarandiba pra facilitar as operações da empresa fez a muitos anos atrás uma ligação desta ilha, com a ilha de Itaparica sem estudos sobre as mudanças hidrodinâmica provocadas por este aterro além do uso dos recursos hídricos locais serem super utilizados pela empresa a fonte do Tororó quase secou. É bom ficarem atentos.

    Resposta

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

%d blogueiros gostam disto: