Redução da frota de ônibus por conta de crise no abastecimento é antecipada

A Prefeitura, através da Secretaria Municipal de Mobilidade (Semob), está monitorando a capacidade de abastecimento das empresas de ônibus na cidade e regulando a frota disponível na rua em tempo real, de acordo com a demanda de passageiros. Isso para permitir que, em caso de prolongamento da greve dos caminhoneiros, a disponibilidade de óleo diesel permita que os ônibus circulem, mesmo que em menor quantidade, ao longo da próxima semana.
“Ontem (24), percebemos que, diante dessa crise de abastecimento, os ônibus só teriam combustível para rodar até a próxima terça-feira com a redução da frota, conforme divulgamos. Só que decidimos antecipar para hoje essa redução, que começaria no sábado (26), para que possamos ter ônibus rodando mesmo depois da terça-feira da semana que vem. É o nosso objetivo”, explicou o titular da Semob, Fábio Mota.
Hoje, a frota de 2,6 mil ônibus da cidade já está reduzida em 20%. Esse percentual, no entanto, pode aumentar ao longo do dia. “A depender da demanda, poderemos reduzir em até 40% em algumas faixas de horário. É uma estratégia que estamos adotando para que os ônibus possam circular por mais dias, não interrompendo o serviço em função dessa crise nacional de abastecimento. Ao menos não enquanto isso for possível”, salientou o secretário.
A previsão feita pela Semob é que, neste sábado (26), a frota deverá ser de 50% do total nos horários de pico e 40% nos outros períodos, conforme divulgado ontem pela Semob. No domingo (27), a operação deverá ser realizada durante o dia com 30% da frota. Na segunda e terça, a operação terá 80% dos ônibus nos horários de pico e 40% nos demais. “Esses são os percentuais previstos. Mas vamos avaliar a demanda em tempo real para que possamos ter mais ônibus circulando por mais tempo”, disse Fábio Mota.
A Semob informou ainda que, tão logo a greve dos caminhoneiros termine e o abastecimento de combustível volte à normalidade, todos os ônibus voltarão a circular normalmente.
SECOM 


Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

%d blogueiros gostam disto: