Apple desenvolve tela leitor de digitais ultrassônico, aponta rumor

Propaganda

Os próximos anos devem trazer smartphones de ponta com leitores de impressão digital embutidos na tela. E a Apple parece estar desenvolvendo uma forma inédita no mercado: reportagem do site sul-coreano Chosun indica que a companhia trabalha para criar um leitor ultrassônico.

A novidade vai no caminho oposto do método usado atualmente por companhias como a chinesa Vivo, que utiliza tecnologia óptica. Nesse caso, emissões luminosas saem da tela e identificam a impressão digital do dedo, comparando a informação com os registros presentes no dispositivo e, caso ambas combinem, destravando o aparelho.

O método ultrassônico identifica automaticamente alguns detalhes da pele e, apesar de ser mais caro do que o óptico, tende a ser muito mais rápido e preciso. Além da Apple, a Samsung também estaria trabalhando em tecnologias semelhante que utilizam o método ultrassônico. A novidade deve dar as caras apenas no ano que vem, quando a empresa lança o Galaxy S10.

Assim como a Apple, Samsung também pode adotar a tecnologia de leitor de digitais ultrassônico

Segundo o Phone Arena, essa opção da Samsung por adotar o método apenas em 2019, pulando o Galaxy Note 9, se dá pela crença da companhia de que o método ultrassônico poderá ser utilizado em uma gama maior de dispositivos, como painéis de carros e outros equipamentos inteligentes.

Ainda sobre a Apple, não fica claro se a companhia incluirá o recurso de leitor de impressão digital nos iPhones deste ano.(Tecmundo)



Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

%d blogueiros gostam disto: