Excesso de velocidade é principal infração em Salvador

Propaganda
Resultado de imagem para Excesso de velocidade é principal infração em Salvador
A partir desta terça-feira (1º), as multas por infrações de trânsito ficam mais caras em todo o Brasil. O reajuste no valor cobrado varia de 53% a 63% e o número de pontos retirados na carteira de habilitação também será maior, na medida em que a gravidade de algumas infrações também será alterada.
Os motoristas soteropolitanos, por exemplo, terão que ficar mais atentos: a multa por excesso de velocidade em até 20% superior à máxima permitida na via, considerada infração média, já é a mais cometida pelos motoristas de Salvador em 2016: foram 399.867 notificações entre 1º de janeiro e 26 de outubro deste ano. Quem estava acostumado a pagar R$ 85,13 pela infração considerada média terá que desembolsar R$ 130, 16 a partir de amanhã.
Além dos apressados, também integram o TOP 5 de infrações em Salvador os que usam a faixa exclusiva aos veículos de transporte público coletivo de passageiros (61.226 notificações), os que avançam o sinal vermelho (40.590), os que estacionam em local e horário proibido pela sinalização (27.864) e os que dirigem falando aos celular (27.156).
Em 300 dias, foram emitidas 727.279 multas pela Transalvador, uma média de 2.424 por dia. Destas, 556.703 foram pelas infrações citadas – 76,5% do total. 
Nova tabelaFalar ao celular, por exemplo, quarto tipo de infração mais comum este ano em Salvador, deixará de ser considerado infração leve, com multa de R$ 88, para gravíssima – R$ 293,47. Dirigir embriagado, além de provocar risco no trânsito, também vai pesar ainda mais no bolso: a multa que era chegava a R$ 1.915,40, poderá chegar a R$ 2.934,70, depois de multiplicado por dez o valor da multa gravíssima.
De acordo com o Departamento Nacional de Trânsito (Denatran), as multas por infração leve passarão de R$ 53,20 para R$ 88,38, as consideradas médias deixarão de custar R$ 85,13 e chegarão a R$ 130,16.
As multas por infrações graves passarão de R$ 127,69 para R$ 195,23, enquanto as infrações gravíssimas resultarão em multas de R$ 293,47 – 53% mais caro que os atuais R$ 191,54. Em algumas situações, o valor da multa gravíssima pode ser multiplicado por dez, como é o caso de disputar de rachas, ultrapassar em estradas, dirigir embriagado ou de recusar a fazer o teste do bafômetro.
Aplicativo
O Denatran lança, nesta terça-feira (1º), o aplicativo Sistema de Notificação Eletrônica (SNE). Por meio dele, os motoristas cadastrados receberão as notificações em tempo real e também terão a oportunidade de pagar as multas com desconto de até 40%. A má notícia é que, por enquanto, apenas dois estados aderiram ao aplicativo: Minas Gerais e Santa Catarina.
De acordo com o Ministério das Cidades, ao qual o Denatran está submetido, a adesão dos departamentos estaduais de trânsito é voluntária e, por isso, não tem prazo para iniciar. Para que os motoristas possam baixam o aplicativo e receber o desconto nas multas, cada Detran precisa procurar o Serpro, que é o responsável pelo sistema, e pedir a adesão.(Correio)


Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

%d blogueiros gostam disto: