A UPA de Mar Grande um depoimento durante aflições

Um momento de apreensão Luci, a companheira de Valda Luciana, passou nessas últimas semanas.
Ela relata que Valda estava bem, mas de repente começou a se sentir, mal com vontade de vomitar e uma agonia na “caixa dos peitos” e “boca do estômago”, ficando cada vez mais pálida, com sensação de desmaio. Imediatamente ela chamou Igor e levou para a UPA de Vera Cruz.
Sem poder entrar, Luci ficou em desespero aguardando algum comunicado médico. Mas qual não foi sua surpresa, pelo que alguns compartilham da UPA, o tratamento desde a chegada foi de um profissionalismo maravilhoso. O médico veio até ela e disse que pelos primeiros atendimentos e exames que foram feitos, Valda Luciana estava com um princípio de infarto, mas que ia fazer outros exames para se certificar melhor e tomar as devidas providências.
Em meio ao desespero e a luta para se manter calma, Luci apelou para amigos e esses não a abandonaram, e em seu relato ela agradece a Igor, que foi de fundamental importância a levando para a emergência, a dr. Joel, esse médico maravilhoso que fez de tudo para salvar a vida dela, tentando desobistruir o coração fazendo procedimentos para reverter o quadro, com a trombolise, onde se coloca um medicamento no sangue pra tentar dissolver o coágulo no coração dela, como ele disse, e deu tudo certo, prosseguindo na tentativa da transferência para Salvador. pois precisaria do cateterismo que é a complementação do que aconteceu, e ela foi transferida para o Ana Nery no dia seguinte. Gratidão também ela conta que tem a Fernando Niraldo que ao saber da amiga infartada, não mediu esforços para ajudar de alguma forma, e a Cris que também deu uma grande força, além de Adelia e Cristiangela que deu bastante suporte também nessa união de forças.

Agora vem o depoimento na íntegra de Valda Luciana, a que lutou com a morte adentrando a UPA de Vera Cruz no dia 23/07/2020:

“Minha gratidão pela UPA de Vera Cruz é para todos os profissionais que lá se encontram, tenho muito que agradecer a competência e profissionalismo deles, tanto de dr. Joel, como das técnicas, da enfermeira, o pessoal da limpeza sabe? eu só tenho a agradecer e pedir a Deus que os proteja sempre e que todos os dias da minha vida, as duas horas da tarde eu vou tá sempre lembrando deles que é o horário que eu vou tomar o remédio do coração. Eles resgataram a minha vida e isso terei gratidão sempre.
Muito obrigada também ao Prefeito de Vera Cruz, Marcus Vinicius, por manter essa UPA e que ele nunca deixe faltar esses remédios, principalmente os das doenças mais perigosas, como infarto, câncer e outras aí… é como minha prima disse, ela é enfermeira do Hospital Santo Amaro, que se não tivesse remédio na UPA, eu não estava viva e se os médicos não tivessem a competência eu já teria subido a serra.
Fico muito feliz. Tá de parabéns a UPA de Mar Grande e todos os profissionais que me acompanharam nessa guerra contra a morte, e fizeram a minha transferência. Saí em uma ambulância, fui para Bom Despacho e peguei a ambulancha da Samu e lá estavam outros grandes profissinais, Dr. Lucas e o enfermeiro Márcio que também tiveram grandes cuidados comigo. Dr. Lucas foi sentado lado a lado comigo do lado da maca, colocando os aparelhos, tirando pressão, entendeu? E quando chegou na Marina tinha outra ambulância esperando a gente e tudo isso foi Dr. Joel quem providenciou, essa minha transferência nessas condições maravilhosas que nos confortam a alma, saber que somos bem tratados e não como querem passar, de um atendimento escroto, sem nos dar a atenção que merecemos. E fui conduzida direto para o centro cirúrgico do Ana Nery, e fiz a angioplastia e stents na veia principal e agora eu vou ficar com o tratamento com cardiologista, e a única coisa que eu posso fazer é agradecer de coração a todos os envolvidos nesse meu drama e quando eu estiver boa, quem bebe cerveja festeja e quem não bebe toma água ou outra coisa qualquer, vou ofertar muitos acarajés bem apimentado, ou sem pimenta pra quem não gosta rsrs. O importante é informar minha gratidão, junto com minha família que ficaram felizes por vocês terem me devolvido a vida, isso não tem preço. Gratidão é a palavra.”

Fechando o depoimento, também fico feliz que tudo terminou bem e nunca tive dúvidas do profissionalismo na UPA. Ninguém joga pedra em árvores que não dê bons frutos, como também “o inimigo não estaria te atacando se você não tivesse algo de muito bom dentro de você”… isso serve para os que tem o bom coração.
Fecho aqui ainda mais feliz pela sua recuperação Valda Luciana, moradora do Alto do Cruzeiro em Vera Cruz/Bahia/Brasil. Deus a abençoe.

Por: Sarita Rodrigues

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

%d blogueiros gostam disto: