Salvador também será impactada pela atuação do Cimatec Park

Considerado o maior complexo de tecnologia e inovação industrial da América Latina em conjunto com o Senai Cimatec de Salvador, o Cimatec Park, inaugurado pelo Sistema Fieb nesta segunda-feira (11), em Camaçari, também terá impacto positivo na capital baiana no quesito atração de novos investimentos e qualificação de mão de obra.

Esta foi a avaliação do prefeito ACM Neto, presente na cerimônia de inauguração que reuniu autoridades como o vice-prefeito Bruno Reis; o presidente da Federação das Indústrias do Estado da Bahia (Fieb), Ricardo Alban; o governador Rui Costa; e o prefeito de Camaçari, Elinaldo Araújo, dentre outros convidados.

“Já há uma conexão muito forte do Cimatec com a estrutura existente em Salvador e, com o Cimatec Park, a soma dos dois será a maior estrutura do tipo da América Latina, não só em termos de preparação de mão de obra, mas também preparação para um novo mundo. É preciso ter a consciência de que o mundo mudou e que os desafios são muitos. Então, é importante que a Bahia e Salvador estejam em posição de vanguarda, de liderança não somente no presente, mas também no futuro”, argumentou ACM Neto.

O presidente da Fieb ressaltou que o Cimatec Park é um grande projeto do Senai para inovação, com o objetivo de interagir e integrar competências, na tentativa de recuperar um tempo atrasado na indústria. “Para isso, temos parceiros como as prefeituras de Salvador e de Camaçari, dentre outros entes, para cada vez mais, juntos, termos mais entregas. Vamos capacitar profissionais para o futuro, nos antecipando para dar repostas para o que o mercado precisar. É preciso ter um diferencial, criar um ambiente que possamos desenvolver nossa inteligência e reter talentos”, salientou Ricardo Alban.

O diretor de Tecnologia e Inovação do Senai Cimatec, Leone Andrade, ressaltou que o Cimatec Park é fruto de um investimento de mais de R$80 milhões, provenientes dos departamentos Nacional e Regional do Senai, além do BNDES. “Esse é um parque de inovação para as indústrias transformarem produtos e melhorarem a competitividade na Bahia e Brasil, além de ajudar a atrair investimentos”, pontuou.

Estrutura – Instalada em uma área de 62 mil m², a primeira fase do Cimatec Park compreende uma estrutura de dez galpões industriais e um prédio administrativo. A proposta diferenciada vai atender necessidades nas áreas de Automação, Conformação e União de Materiais, Química, Mineração, Fármacos, Biotecnologia e Construção Civil.

Um dos diferenciais do projeto é a capacidade de testar o escalonamento de produção. O plano diretor foi elaborado com base em princípios “verdes” de construção, tendo elementos como sistema de captação de água das chuvas, aproveitamento de luz e ventilação natural e processo parcial de reflorestamento para criação de um parque ecológico dentro do complexo.

Fotos: Max Haack/Secom

SECOM

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

%d blogueiros gostam disto: