O matuto saiu da roça



Olha só dessa vez eu saí da roça para ir a capital meu compadre me chamou para fazer uma visita na casa dele que ele ia fazer um almoço para comemorar a formatura da minha afilhada, para não fazer desfeita arrumei a mala e me mandei, eita coisa boa é a cidade grande viu tem tudo, não falta nada, tem ônibus, tem metrô, tem táxi, tem mototáxi, tem até o tal dos aplicativos, é muito bom o progresso chegando as capital crescendo não tenho dúvida ninguém esquece do que é feito nas capita.

Nisso vem meu compadre e me diz que nós vamos comemorar a formatura da minha sobrinha e afilhada na casa que ela comprou, muito bem vamos lá, ele disse para mim que eu ia para um lugar que eu não ia reconhecer, pois é vamos nós, quando entramos no carro ele resolveu fazer uma brincadeira botou um pano no meus olhos e disse quando nós chegar lá na cidade eu tiro o pano para você dizer que cidade é essa, ‘Eu disse compadre deixa de brincadeira’ mas nós foi, lá chegando saltamos logo do barco andamos numa ponte e ele dizendo cuidado compadre que aqui é uma ponte, levar a gente quando a gente se dá para o lá quando a gente parou no lugar ele me deixou numa praça e disse pode tirar o pano amigo, tomei um susto e disse para ele víxi compadre que cidade bonita é essa, tudo arrumadinho, tudo cheirosinho, fiquei feliz em saber que minha afilhada tinha comprado uma casa em um lugar bonito, aí ele me pergunta ‘Compadre você não reconheceu aqui não, aqui é Vera Cruz compadre, o prefeito mudou tudo’, eu fiquei abismado mas feliz por ver que quando eu cheguei aqui da outra vez aqui tava tudo feio mas hoje tá tudo bonitinho.

É tudo bonitinho, tudo arrumadinho, porém o povo tem uma parte dele que tá se queixando muito, dizendo que a saúde não tá boa, educação também não, também nós presenciou uma coisa que não mudou o tal do transporte, eles ficam numa gritaria é para ali, é para cá, pega o povo leva para um carro, leva para outro é uma confusão dos pecados, porém acho que vai mudar, mas na verdade, na verdade como diz a filha do meu compadre a mais nova ‘Tudo isso meu meu tio é passageiro, um dia vai ter tudo de bom só basta a gente aprender a votar certo, para não ter decepção, pois o voto da gente é muito caro e precisa ser valorizado por todos’, agora veja só a minha sobrinha que falou isso só tem 16 anos imagina só essa menina quando tiver 18 anos com essas ideias para o futuro será uma maravilha, na hora de vir embora eu disse ao meu compadre, ‘Compadre com tudo isso eu ainda prefiro morar na roça, pois lá tudo que a gente planta nós colhe’.

Visão Cidade



Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

%d blogueiros gostam disto: