Cinco sinais que indicam que alguém pode ter Alzheimer

O Alzheimer normalmente se desenvolve aos poucos, ao longo dos anos. Especialistas dizem que nem sempre a doença é óbvia, porque os sintomas se parecem com o de outras enfermidades.

Estima-se que 850 mil pessoas no Reino Unido tenham Alzheimer. No Brasil, o número ultrapassa 1,2 milhão, segundo a Associação Brasileira de Alzheimer.

Os sintomas são um reflexo da morte de células do cérebro. A doença é neurodegenerativa, o que significa que uma pessoa com Alzheimer passa a ter cada vez menos células e conexões nervosas.

Como identificar os sintomas?

É mais sério do que esquecer a chave do carro

Os sintomas de alerta costumam ser mais sérios do que simplesmente esquecer coisas ocasionalmente.

Todos nós podemos esquecer onde deixamos a chave do carro ou ter dificuldade para lembrar o nome de algumas pessoas. Esquecer coisas é uma consequência natural do envelhecimento – não é, necessariamente, sinal de Alzheimer ou de outro tipo de demência.

Já a perda de memória é algo mais sério e costuma ser um dos principais sinais da doença. E a memória recente costuma ser a mais afetada. Pessoas nos primeiros estágios do Alzheimer podem esquecer conversas que acabaram de ter ou até o que fizeram 10 minutos antes.

Problemas de memória podem levar a repetições de falas e ações, ou dificuldade em lembrar de acontecimentos recentes. Esses sintomas acabam prejudicando tarefas de rotina, como seguir uma receita ou usar um cartão bancário.

Como que se faz um chá ou café?

Atividades do dia a dia podem se tornar desafiadoras nos primeiros estágios do Alzheimer. Fazer um café ou chá obviamente não são tarefas complicadas ou que requeiram raciocínio complexo.

Mas quem tem Alzheimer, muitas vezes, sofre para saber qual o próximo passo em atividades como essas. No começo, as alterações podem ser pequenas demais para serem notadas, mas vão piorando ao longo do tempo, a ponto de afetar a rotina.

Podem surgir problemas na fala e mudança na linguagem, com o esquecimento frequente de palavras.

Até a aparência de quem tem Alzheimer pode acabar mudando com o tempo, se a doença afetar a rotina de tomar banho e se vestir todo dia de manhã, por exemplo.

O que eu vim fazer aqui?

Não saber bem onde você está ou o motivo de estar ali é outro sintoma comum. As pessoas diagnosticadas com Alzheimer podem se perder, especialmente em lugares com os quais não são familiarizados. Mas a desorientação pode ocorrer em casa também.

Elas podem se confundir de quartos e ambientes, e não reconhecer esses espaços. A confusão também pode significar não saber que dia é hoje ou até em que mês estamos.

Mudanças de humor

Alguém que esteja experimentando todos os sintomas listados acima possivelmente também está demonstrando sinais de mudança de humor e personalidade.

Uma pessoa com Alzheimer pode ficar facilmente chateada ou irritada, se frustrar com mais frequência ou perder a confiança em si mesma.

Isso pode provocar a perda de interesse em atividades diárias. O paciente pode ficar menos flexível e mais hesitante a experimentar coisas novas. Ansiedade e agitação normalmente acompanham essas mudanças.

A maioria das pessoas sabe que algo está errado

Kathryn Smith, da Alzheimer’s Society, no Reino Unido, destaca que esse tipo de demência “não é uma característica natural do envelhecimento, é uma doença do cérebro”.

E o Alzheimer não afeta apenas pessoas idosas. Mais de 40 mil pessoas com menos de 65 anos têm a doença no Reino Unido.

Segundo Smith, a maioria das pessoas com Alzheimer percebe que algo está errado. Ela destaca que é importante procurar um médico para um diagnóstico preciso, e lembra que é possível ter qualidade de vida com a doença durante vários anos.(BBC)



Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

%d blogueiros gostam disto: