Presença feminina na Câmara ganha marco histórico

A participação feminina no Legislativo Municipal ganhou um marco histórico. Neste 8 de Março, Dia Internacional da Mulher, a Câmara Municipal de Salvador inaugurou um painel com fotos de todas as vereadoras e ex-vereadoras da Casa. A inauguração da peça, que passará a integrar o acervo do Memorial, aconteceu na manhã desta quinta-feira (8), no Salão Nobre.

A presença feminina na história da Câmara Municipal de Salvador começou em 1936, quando foi eleita a vereadora Laurentina Pugas. A presidente da Comissão de Defesa dos Direitos da Mulher, vereadora Aladilce Souza (PCdoB), disse que destacar a participação da mulher no Legislativo é uma forma de incentivar uma maior atuação política. “Em 82 anos somente 32 mulheres foram eleitas para esta Casa. Se levarmos em conta que somos a maioria da população de Salvador, vemos a sub-representação que temos no poder. Isso está relacionado com o histórico da nossa sociedade que cria meninas brincando de casinha”, disse a vereadora.

A atividade contou com a participação da ex-vereadora Geracina Aguiar, que legislou de 1989 a 1992. Ela destacou a “honra de ser homenageada pela primeira Câmara do Brasil”. “Esse dia destaca a luta de mulheres que estão escrevendo uma nova história do Brasil”, pontuou Geracina, hoje doutora em Ciências Políticas pela Universidade de Montpellier, na França.

Homenagem

“Neste 8 de Março estamos aqui pelas mulheres que lutaram há 108 anos por melhores condições de trabalho. Este é um dia de celebração das conquistas sociais, políticas e econômicas das mulheres e também de reforçar nossa luta pela igualdade”, disse a vereadora Marta Rodrigues (PT), que é líder da bancada de oposição da Casa.  Sobre a posição de destaque que ocupa no Legislativo Municipal, a vereadora disse que a participação feminina em cargos de liderança ainda é pouca diante da sua importância na sociedade atual.

“Para mim, especialmente neste 8 de Março, as mulheres recebem uma missão: empoderar outras mulheres”, destacou a vereadora Rogéria Santos (PRB). A homenagem foi uma proposta da Comissão da Mulher e aconteceu na Legislatura onde a bancada feminina é a maior da história da Câmara, com oito vereadoras: Aladilce Souza, Ana Rita Tavares (PMB), Cátia Rodrigues (PHS), Ireuda Silva (PRB), Lorena Brandão (PSC), Marcelle Moraes (PV), Marta Rodrigues e Rogéria Santos.

“Todo dia é dia de prestar homenagem às mulheres por nossas práticas e pelo nosso jeito especial de conduzir e lidar com desafios”, destacou a vereadora Ana Rita Tavares. A vereadora mais jovem do país, Marcelle Moraes (PV), falou sobre a importância de se acabar com a estigma de sexo frágil. “Nós encaramos múltiplas jornadas em um dia, somos mães e profissionais ao mesmo tempo e enfrentamos o preconceito de frente. Não somos frágeis, somos guerreiras e podemos fazer o que quisermos”, enfatizou Marcelle.

O ouvidor-geral da Casa, vereador Luiz Carlos Suíca (PT), prestou uma homenagem às servidoras da Câmara. O parlamentar entregou um buquê de flores à funcionária do Cerimonial, Jeane Muniz, que representou todas as demais.

No próximo dia 23, às 14h, a Comissão da Mulher promoverá uma sessão especial com o tema “Mais mulheres na política”. A atividade contará com a participação de representantes de todos os partidos que compõem a bancada feminina da Câmara e ocupam cargos em outras esferas de poder.

Câmara Municipal de Salvador



Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

%d blogueiros gostam disto: