Vera Cruz: Saúde ainda não se arrumou

São muitas as mudanças na gestão da saúde municipal de Vera Cruz em pouco mais de 100 dias já aconteceram três nomeações e duas exonerações, o que para o povo vera-cruzense poderia ser normal se não fosse o pequeno espaço de tempo.
“Os postos de saúde do município estão passando pelo seu pior momento”, afirma moradores das localidades, na UPA os elogios são para os poucos enfermeiros e as equipes de apoio verdadeiros guerreiros, pois fazem verdadeiros milagres com o pouco de material e medicamentos existentes nas unidade para atender a demanda de dois municípios.
Além de tudo os munícipes de Vera Cruz só poderão ser atendidos em Salvador se for através da famigerada regulação estadual, pois o cartão do SUS  só tem validade municipal, a saúde está mesmo na UTI, sem médicos especialistas para atender Ginecologia, Ortopedia, Mastologia, Oftalmologia, Dermatologia, Pediatria,  dentre outros, exames simples como um raio X e  ultra-som não são realizadas no município.
O Hospital Maria Amélia está em reforma a meses e a cada dia encontram uma irregularidade nas obras realizadas na gestão passada, o que era para ser agora, parece que vai ficar para depois, as reclamações vem também dos agentes de saúde e edemias municipal por falta de condições de trabalho, “É uma realidade a saúde de Vera Cruz está doente”, afirma o povo vera-cruzense.
Da Redação
Visão Cidade


Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

%d blogueiros gostam disto: