Salvador firma parcerias para difusão do ensino da língua espanhola

Salvador deu mais um passo para que a rede municipal de ensino possa ter, em breve, escolas bilíngues com o ensino do Espanhol. A parceria que vai possibilitar esse feito foi assinada entre a Prefeitura e o Ministério de Educação da Espanha, por meio da Embaixada, na tarde desta terça-feira (21), no Palácio Thomé de Souza.  

Além do prefeito Bruno Reis, estiveram presentes a vice-prefeita, Ana Paula Matos; o embaixador da Espanha no Brasil, Fernando Garcia Casas; o cônsul geral da Espanha em Salvador, Carlos Perez Desoy Fages; os diretores mundial do Instituto Cervantes, Luis García Montero, e de Salvador, Daniel Gallego; e o coordenador do Escritório de Cooperação Internacional da Prefeitura, João Victor Queiroz, dentre outras autoridades.  

Na ocasião também foi assinado com o Instituto Cervantes um memorando que firma um compromisso da instituição em contribuir com Salvador para a criação e desenvolvimento de atividades que representam fomento ao turismo, cultura e a educação. A instituição deverá disponibilizar licenças da plataforma AVE Global (Aula Virtual de Espanhol) para que sejam capacitados trabalhadores de diversos setores produtivos que demandem o conhecimento da língua, ajudando-os a potencializar e atrair novos negócios para a capital. 

O prefeito destacou que a capital baiana está aberta para negociar com as nações que enxerguem o potencial de Salvador e queiram ajudar a cidade prosperar. “É muito importante firmar essa parceria ainda mais com as nossas escolas tentando vencer diversos desafios para oferecer educação de qualidade. Nós estamos resgatando muito da nossa história e das nossas relações com a Espanha. O que pudermos buscar de iniciativas como esta e de investidores para nos auxiliar com nossos desafios, seja na educação, tecnologia, inovação, segurança ou até infraestrutura, vamos buscar”, afirmou Bruno Reis.  

O embaixador Fernando Casas ressaltou que, atualmente, há 24,5 mil professores de espanhol atuando no Brasil e que o país europeu tem bastante interesse na difusão do idioma pelo território brasileiro. Dentre os pontos a favor estão a proximidade com o português e o grande número de visitantes de países de língua espanhola aqui. 

Ações – As ações, que serão realizadas a partir da assinatura destes memorandos, serão coordenadas através do Escritório de Cooperação Internacional da Prefeitura. O planejamento das ações deverá começar a ser estruturado a partir de julho, quando está prevista para ocorrer uma reunião entre o escritório e representantes do Ministério da Educação da Espanha. 

A vice-prefeita explicou que a Secretaria de Educação (Smed) passará a ter os recursos necessários para que crianças e jovens sejam preparados para terem mais oportunidades de educação e desenvolvimento profissional no futuro. “O Ministério da Educação está nos cedendo toda a tecnologia para certificação de alunos e professores. Primeiro a tecnologia será incorporada ao universo pedagógico de Salvador e depois daremos início a forma os professores que serão certificados e posteriormente os alunos. Isso nos dá condições para fazer a primeira escola bilíngue de Salvador e quantas mais forem necessárias. Queremos expandir o ensino da língua”, detalhou Ana Paula Matos.  

O memorando estabelece ainda a promoção do intercâmbio acadêmico, cultural e tecnológico dos alunos, professores e profissionais da educação, além da realização de atividades conjuntas entre as partes. 

SECOM

Foto: Valter Pontes/Secom 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

%d blogueiros gostam disto: