Operação Sucata Zero retoma atividades em 2022

A Operação Sucata Zero retomou as atividades em 2022 nesta terça-feira (18), com a remoção de 13 sucatas de automóveis de vias públicas de Salvador, majoritariamente na Via Regional e na Avenida Aliomar Baleeiro. A ação é realizada pela Secretaria Municipal de Ordem Pública (Semop).

“Sucata na rua é um risco para a saúde pública, sobretudo para as crianças, que brincam por perto. Isso porque o material abriga focos de dengue, roedores e outros transmissores de doenças. É risco também para a segurança pública porque serve de esconderijo para meliantes. Além disso, a remoção das sucatas é um ganho para a limpeza, a beleza e o bom uso do solo da cidade”, explicou Belchior da Natividade, encarregado de fiscalização da Semop.

As localidades mais denunciadas por concentração de sucatas são a Avenida Suburbana, o bairro de Mussurunga e as já citadas Via Regional e Avenida Aliomar Baleeiro – também conhecida como Estrada Velha do Aeroporto. Natividade disse ainda que a meta da operação para 2022 é recolher 600 sucatas das ruas da capital baiana.

A lojista Milene Souza, 45 anos, presenciou o recolhimento de um veículo abandonado em frente ao local de trabalho e aprovou a operação. “Eu acho uma boa porque, pelo menos, deixa a rua mais limpa e nos livra dos mosquitos. Espero que esse trabalho seja ainda mais forte, inclusive com a colaboração das pessoas, porque, infelizmente, ainda temos muitas sucatas espalhadas na cidade”, avaliou.

Solicitação – Os cidadãos podem solicitar a remoção de sucatas, como barcos, veículos, geladeiras e demais materiais inservíveis, através do site www. falasalvador. ba. gov. br ou ligando para o Fala Salvador, no número 156.   

Antes da apreensão, os agentes da Semop notificam o proprietário do automóvel abandonado para que faça a remoção, num prazo de até 72 horas. Em casos urgentes, a retirada pode ser imediata.

As sucatas recolhidas são encaminhadas para o Setor de Guarda de Bens (Segub), localizado na sede da Guarda Civil Municipal (GCM), na Avenida San Martin. Os proprietários podem fazer a retirada mediante apresentação de documento com foto, além dos documentos do veículo.

O prazo para reivindicação do bem é de 60 dias, com pagamento de multa. Quando não retirado, o bem é leiloado.

SECOM

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

%d blogueiros gostam disto: