Deputado pede celeridade na execução da indicação que exige a obrigatoriedade de enfermeiros nos ferry-boats

“Revoltante! Até quando vamos presenciar pessoas passando mal, sem receberem assistência e suporte médico nas travessias das embarcações dos ferry-boats?”, questiona com indignação o deputado estadual Jurailton Santos (Republicanos), ao relatar mais um episódio ocorrido nesta terça-feira (05), onde uma mulher passou mal durante a viagem, e não recebeu atendimento adequado.

Em um vídeo que circula nas redes sociais, é possível ver a cena de uma passageira deitada no chão da embarcação sentindo fortes dores. Os usuários do sistema hidroviário que faziam o registro, denunciaram a negligência por parte da administração da empresa responsável pela travessia.

Jurailton é o autor da Indicação n° 23.154/2019, já aprovada por maioria pela Mesa Diretora da Assembleia Legislativa da Bahia, que determina a obrigatoriedade da presença de profissionais da saúde habilitados em atendimento emergencial no sistema hidroviário, bem como a implementação de uma sala de pronto atendimento com equipamentos de primeiros socorros, incluindo os desfibriladores.

“São diversos os casos, até mesmo de óbitos durante a travessia. E foi pensando no bem-estar e na segurança desses passageiros que apresentei a proposta ao governo e à Secretaria de Infraestrutura do Estado, para que, com urgência, contrate profissionais da saúde capacitados para atuarem dentro dos ferry-boats. Não podemos admitir tanto descaso! Conto com a sensibilidade do governador Rui Costa, e peço celeridade na execução dessa Indicação, uma vez que já foi aprovada pela Casa Legislativa. Até quando vamos assistir vidas sendo interrompidas por negligência?”, disse o deputado.

“Revoltante! Até quando vamos presenciar pessoas passando mal, sem receberem assistência e suporte médico nas travessias das embarcações dos ferry-boats?”, questiona com indignação o deputado estadual Jurailton Santos (Republicanos), ao relatar mais um episódio ocorrido nesta terça-feira (05), onde uma mulher passou mal durante a viagem, e não recebeu atendimento adequado.

Em um vídeo que circula nas redes sociais, é possível ver a cena de uma passageira deitada no chão da embarcação sentindo fortes dores. Os usuários do sistema hidroviário que faziam o registro, denunciaram a negligência por parte da administração da empresa responsável pela travessia.

Jurailton é o autor da Indicação n° 23.154/2019, já aprovada por maioria pela Mesa Diretora da Assembleia Legislativa da Bahia, que determina a obrigatoriedade da presença de profissionais da saúde habilitados em atendimento emergencial no sistema hidroviário, bem como a implementação de uma sala de pronto atendimento com equipamentos de primeiros socorros, incluindo os desfibriladores.

“São diversos os casos, até mesmo de óbitos durante a travessia. E foi pensando no bem-estar e na segurança desses passageiros que apresentei a proposta ao governo e à Secretaria de Infraestrutura do Estado, para que, com urgência, contrate profissionais da saúde capacitados para atuarem dentro dos ferry-boats. Não podemos admitir tanto descaso! Conto com a sensibilidade do governador Rui Costa, e peço celeridade na execução dessa Indicação, uma vez que já foi aprovada pela Casa Legislativa. Até quando vamos assistir vidas sendo interrompidas por negligência?”, disse o deputado.

Ascom

OBS: Com tres meses após volta a se repeti uma morte dentro do ferry, a população relata os fatos ,e o deputado ainda continua a cobra do governo do estado, essa matéria foi publicada no dia 6-10-2021 e republicada neste momento.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

%d blogueiros gostam disto: