Copa do Nordeste 2022: veja informações dos times e da competição regional

Vai começar a Copa do Nordeste! Repleta de clássicos nordestinos, a competição promete muitas emoções. O Bahia é o atual campeão, após vencer o Ceará em cobrança de pênaltis em 2021. Um jogo abre a competição no sábado (22). O CRB enfrenta o Sport às 17h45, no estádio Rei Pelé.

Confira todos os jogos da 1ª rodada

Ao todo, 16 clubes participam da etapa principal da competição, com os estados do Ceará e da Paraíba com maior número de representantes: cada localidade soma três equipes no torneio.

Como funciona a competição?

Apesar de contar com mais times na fase preliminar, a fase de grupos segue no mesmo formato. Na primeira fase, os oito times de cada grupo enfrentam as oito equipes da outra chave em turno único. Com isso, teremos clássicos locais como Fortaleza x Ceará, Sport x Náutico, CRB x CSA.

Os quatro primeiros de cada lado avançam para o mata-mata. Quartas e semifinais serão disputadas em jogo único, enquanto a final acontecerá em ida e volta.

E os clubes?
Grupo A

Atlético-BA

Pela primeira vez na fase de grupos da Copa do Nordeste, o Atlético de Alagoinhas não quer ser apenas um participante. Atual campeã baiana, a equipe vai para o torneio com o objetivo de chegar à segunda fase. O clube inclusive lançou uma camisa especial para a disputa da Copa do Nordeste. O uniforme homenageia a água, que deu origem ao nome da cidade. Além disso, o uniforme faz também referência ao solo da região, em uma forma de evidenciar a água dos aquíferos.

CSA

O CSA aposta no trabalho do técnico Mozart para chegar pelo menos às semifinais do Nordestão. Ano passado, o técnico foi o responsável direto pela arrancada do time na Série B e renovou o contrato. O sucesso da equipe, no entanto, fez o CSA perder seis titulares, e a diretoria precisou repor as peças. Até agora, 17 atletas foram contratados para 2022, com destaque para o goleiro Marcelo Carné (ex-Juventude).

A base do CSA tem: Marcelo Carné; Cedric, Denílson, Werley e Ernandes; Geovane, Willian e Gabriel; Marco Túlio (Felipe Augusto), Clayton e Dalberto.

Campinense

Comandados pelo técnico Ranielle Ribeiro, o Campinense entra na edição 2022 da Copa do Nordeste detendo os títulos de campeão paraibano e vice-campeão da Série D do Brasileirão na última temporada. Campeão do Nordestão em 2013 e vice em 2016, a Raposa é a equipe paraibana com mais resultados expressivos no certame, apesar de ser o time com menos participações entre as que compõem o Trio de Ferro do estado, atrás dos seus rivais Treze (com nove participações) e Botafogo-PB (com 18 participações). Muito por isso a meta de atletas, comissão técnica e diretoria é uma só: avançar o máximo possível no torneio.

Fortaleza

O Fortaleza vai ter um ano cheio de competições com a disputa do Campeonato Cearense, Copa do Brasil, Libertadores, Copa do Nordeste e Série A do Brasileiro. O time segue sob o comando de Vojvoda e buscou renovar o contrato com peças que foram fundamentais para a campanha histórica de 2021. Além disso, o Leão trouxe reforços importantes: Landázuri, Brayan Ceballos, Wagner Leonardo, Fernando Miguel, Juninho Capixaba e Silvio Romero. O time foi campeão da competição em 2019 e em 2021 caiu na semifinal, para o Bahia nos pênaltis.

Globo

O Globo FC é o único representante do Rio Grande do Norte este ano. ABC e América-RN ficaram pelo caminho nas fases eliminatórias. A Águia de Ceará-Mirim foi a campeã potiguar em 2021. O clube foi foi fundado em 2012 e está na elite do RN desde 2014. A equipe tem o comando de Hugo Chacon, que conquistou o título estadual no ano passado. Alguns jogadores que fizeram parte daquela campanha estão no grupo atual, como o zagueiro Mael, o lateral-esquerdo Fernando, o volante Ramon e o meia Hitalo. Para a temporada 2022, o Globo se reforçou com os atacantes Rômulo e Adílio, ambos ex-América-RN, e o experiente goleiro André Zuba, ex-Rio Branco-ES.

Sampaio Corrêa

O Sampaio Corrêa entra na Copa do Nordeste esse ano em busca do segundo título da competição. O Tricolor conseguiu manter uma base que terminou 2021 jogando a Série B do Campeonato Brasileiro, entre eles o técnico João Brigatti, que já tem história no clube com o último acesso da Série C para a Série B. Destaques do time como o atacante Pimentinha e o meia Eloir seguem na equipe. Os treinos começaram no dia 4 de janeiro e como o time ainda não fez sua estreia na temporada e os treinos estão sendo fechados para a imprensa, não há ideia de qual formação titular a Bolívia Querida deve adotar neste começo de Nordestão.

Sergipe

O Sergipe começou a pré-temporada ainda em dezembro do ano passado e trabalhou bastante para 2022. A equipe renovou com o técnico Elias Borges, que conseguiu manter alguns jogadores da última temporada, como o meia Doda, os volantes Ewerton Ageu e Diego Aragão e o zagueiro Alexandre Lazarini. Reforços também chegaram para encorpar o elenco já que o calendário deste ano está recheado com o Campeonato Sergipano, Copa do Nordeste, Copa do Brasil e Série D do Campeonato Brasileiro. Atual campeã, a equipe alvirrubra estreou no estadual com vitória de virada sobre o Falcon. O Sergipe ainda não está no auge físico e técnico, mas tem muita margem para crescimento.

Sport

O Sport tem metas ambiciosas para a temporada e estreia na Copa do Nordeste em busca do título. Principalmente após ser eliminado na primeira fase do ano passado, como lanterna do Grupo B. Sob o comando do técnico Gustavo Florentín, o Rubro-negro tem um elenco reestruturado e com nove reforços anunciados até o momento. O principal nome do plantel, no entanto, vem da base. É o caso do centroavante Mikael, artilheiro do Leão na última temporada, com 15 gols.

Grupo B

Bahia
Atual campeão da Copa do Nordeste, o Bahia chega para a edição 2022 do torneio em um momento bem diferente daquele vivido com a festa no Castelão no ano passado. Com o rebaixamento para a Série B do Brasileiro, o Tricolor ingressou em uma crise que não era vivida há algum tempo. Custos foram reduzidos, demissões feitas em todo o clube e o elenco refeito com um custo mais baixo. Os principais nomes do time nas últimas temporadas já não estão mais na Cidade Tricolor. O técnico Guto Ferreira se manteve no comando da equipe e já adiantou que o objetivo principal do ano é a disputa da Segunda Divisão.

Ceará
O Ceará quer buscar o tricampeonato na competição regional. Após chegar na final com uma campanha invicta e ser derrotado pelo Bahia nos pênaltis em 2021, o time quer garantir vaga na final novamente e brigar pela taça. O técnico Tiago Nunes permaneceu no comando para a nova temporada e o time buscou reforços em quase todas as posições. Apesar de uma longa lista de dispensas, o Ceará contratou oito reforços que chegam para brigar por titularidade e aumentar a competitividade por posições.

Foram contratados: Richard, Richardson, Michel Macedo, Nino Paraíba, Iury Castilho, Victor Luís, Zé Roberto e Lucas Ribeiro. O time também integrou jogadores da base.

Náutico
O Náutico está de volta à Copa do Nordeste em 2022 – não participou da competição no ano passado. E entra na disputa confiante de que pode conquistar a taça inédita. Comandado por Hélio dos Anjos, o time conseguiu manter uma base do elenco de 2021, com destaque para o meia Jean Carlos. Quem também “reforça” o Timbu é o atacante Kieza, que perdeu parte da temporada passada por conta de uma cirurgia no tendão de aquiles.

CRB
O CRB manteve a base que disputou o Brasileiro no ano passado e tenta surpreender os favoritos no Nordestão. De contrato renovado, o técnico Allan Aal pediu e a diretoria segurou a maioria dos titulares do meio-campo para trás, casos do armador Diego Torres e do zagueiro Gum. As principais mudanças foram feitas no ataque, ponto fraco do time na Série B. No total, a diretoria contratou 14 jogadores para este ano, com destaque para o centroavante Anselmo Ramon, ex-Chapecoense.

A base do CRB tem: Diogo Silva; Raul Prata, Gum, Gilvan e Guilherme Romão; Claudinei (Marthã), Jean Patrick e Diego Torres; Vico, Marcinho e Anselmo Ramon.

Botafogo-PB

O Botafogo-PB vai para a sua oitava participação consecutiva na Copa do Nordeste. O time paraibano se classificou de forma heróica na fase preliminar, despachando o Vitória em pleno Barradão nos pênaltis. O Belo conta com a experiência do técnico Gerson Gusmão, que renovou o seu contrato para a temporada 2022.

O elenco passou por um processo de reformulação, tanto que conta com apenas sete remanescentes. Foram 15 reforços, além do volante Everton Heleno, que voltou após uma temporada emprestado. Um dos candidatos a destaque é o meia Nádson, ex-Sampaio Corrêa. Ele chegou para vestir a camisa 10 do clube.

Maior campeão paraibano da história, o Botafogo-PB é o recordista de participações na Copa do Nordeste, junto com Bahia, CRB e Vitória. Cada um possui 18 participações. A melhor colocação do Alvinegro no regional foi em 2019, quando acabou sendo vice-campeão após ser derrotado pelo Fortaleza.

Altos-PI

Altos iniciou a pré-temporada com um elenco bastante reformulado. Poucas peças conhecidas pela torcida alviverde permaneceram no grupo, como os atacantes Betinho e Manoel, que estão na história Jacaré por serem os maiores artilheiros do clube. O pensamento em uma reformulação foi em busca de alcançar maiores objetivos nas competições previstas para 2022 – principalmente a Copa do Brasil, por conta das cotas de participação. Além de jogar o Campeonato Piauiense, o Alviverde vai disputar também Copa do Nordeste e vai para o segundo ano seguido na Série C do Brasileiro.

Floresta

O Floresta conquistou a vaga na fase de grupos da competição após vencer o Ferroviário na pré. Com o término da participação do Floresta na Copinha, o técnico Ricardo Drubscky agregou ao elenco profissional oito atletas do Sub-20: o goleiro Cauã Felipe, zagueiro Leonardo, lateral-direito Lázaro, volantes Dudu e Athyrson, e atacantes Samuel, Iarley Gilberto e Rodrigo. A única contratação anunciada pelo time foi o zagueiro Yan Couto. O Verdão vai enfrentar o Ceará em amistoso antes da competição regional.

Sousa

Vice-campeão paraibano, o Sousa precisou passar por todas as três fases classificatórias da pré-Copa do Nordeste — eliminando ASA de Arapiraca, Confiança-SE e ABC de Natal, respectivamente — para chegar até a fase de grupos. O Dinossauro, comandado pelo técnico Tardelly Abrantes, fará a sua segunda participação no torneio regional. A primeira vez em que participou do Nordestão foi em 2013, quando, assim como em 2022, chegou à competição como vice-campeão estadual, caindo ainda na primeira fase.

Campeões

Dos times que já levaram a taça para casa, apenas três não se classificaram: Vitória, América-RN e Santa Cruz. Veja abaixo a lista dos times que já foram campeões.

Vitória: 4 (1997, 1999, 2003 e 2010)
Bahia: 4 (2001, 2002, 2017 e 2021)
Sport: 3 (1994, 2000 e 2014)
Ceará: 2 (2015 e 2020)
América-RN: 1 (1998)
Campinense: 1 (2013)
Santa Cruz: 1 (2016)
Sampaio Corrêa: 1 (2018)
Fortaleza: 1 (2019)

(GE)

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

%d blogueiros gostam disto: