Pontos verdes trazem mais qualidade de vida aos cidadãos

Quem passa por diversos bairros de Salvador encontra, em vez um local degradado, mais vida através dos pontos verdes, implantados pela Prefeitura por meio da Empresa de Limpeza Urbana de Salvador (Limpurb). Apenas entre janeiro e junho deste ano, 100 localidades já foram contempladas com a iniciativa, que visa acabar com os pontos irregulares de descarte de resíduos e proporcionar melhorias na paisagem e na qualidade de vida dos cidadãos.

Dentre os 45 bairros já contemplados estão Liberdade, Mussurunga, Itapuã, Cassange, Plataforma, Calçada, Bonfim e Cajazeiras XI. “Há três anos, a Limpurb circula pela cidade identificando, com a ajuda dos próprios moradores, os locais onde o horário da coleta de resíduos sólidos não é cumprido, gerando acúmulo de lixo e entulho com a formação de pontos de descarte irregulares. Portanto, o ponto verde é uma iniciativa para tornar estes locais mais limpos e mais verdes”, explicou o presidente da Limpurb, Omar Gordilho.

A equipe pasta monta os pontos verdes utilizando pneus usados, que servem de caqueiros e jardineiras, com terra vegetal e mudas de plantas. Nos locais também são instalados caqueiros de cimento, meios-fios para requalificação de calçadas e mobiliário urbano, como bancos doados pela Companhia de Desenvolvimento Urbano de Salvador (Desal).

De acordo com Gordilho, normalmente a própria comunidade cuida dos pontos verdes, com a rega das plantas e preservação do local. Além disso, a Limpurb dedica uma equipe para vistoriar e dar manutenção quando necessário. O gestor acrescentou que mais 70 localidades devem ser beneficiadas com a ação em breve.

Para ter um ponto verde no bairro onde mora, basta o cidadão entrar em contato com o Fala Salvador, através do número 156. Em seguida, a Limpurb faz um estudo de viabilidade antes da intervenção, pois nem toda localidade é propícia para tal.

“A Limpurb realiza a coleta regular dos resíduos sólidos, mesmo em locais de difícil acesso. No entanto, para que o trabalho seja mais eficaz, é necessário que o cidadão deposite seu lixo na hora e local corretos. Nesse sentido, o Ponto Verde é um ponto de esperança, um sinal de consciência ambiental para repensarmos o descarte irregular, a sujeira, a insalubridade”, concluiu o presidente da pasta.

SECOM

Fotos Jefferson Peixoto-Secom

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

%d blogueiros gostam disto: