Política não é time de futebol

A política e o futebol são dois estranhos, na verdade aparentemente se ver neles alguma semelhança, porém existe uma diferença gigantesca, vejamos no futebol o indivíduo escolhe o seu time para torcer, evidentemente aquele time ele vai carregar no seu coração por todo tempo, sem sombra de dúvida foi feito uma escolha desde criança, muitas vezes é influenciado por pais, por amigos, diversas formas de influência para se torcer por um time de futebol, dessa forma se verifica que quem escolhe um time mantém-se com ele até o fim, como também o time de futebol só se escolhe um só, se torce para um, alguns torce para dois ou mais, segundo alguns torcedores isso não é torcedor de time, mas ainda se encontra diversas pessoas que torcem para um ou mais clubes, muitos deles torcem para clubes do seu estado e da sua cidade, outros torcem para clubes de outros estados e até mesmo para clubes internacionais demonstrando a sua escolha em portais de clubes, isso é o futebol uma paixão nacional.

Política

Pois é já a política se encontra uma outra maneira de se pensar, vamos tem um velho ditado ‘A política não é um time de futebol’, por que se diz isso, como disse antes o futebol você escolhe um time, na política é totalmente diferente, hoje aquele eleitor que lá no time de futebol é torcedor ele muda de time ou no caso de político e de ideologias a qualquer momento, subentendendo-se que na política as coisas mudam a qualquer momento, como disse um amigo meu outro dia “A política não tem lado, a política tem extremos”, é uma pura realidade, pois se encontra nas pessoas que trabalham e fazem da política uma profissão, encontra-se absurdos de mudanças de lado, de direita, de esquerda, de centro, de centro direita, de centro esquerda, na verdade não se sabe aonde está cada um desses, o que se sabe é que na verdade é que entre tudo isso o grande torcedor que é o povo fica sempre na expectativa e no gostinho de quero mais, esperando aquela atitude no último minuto no que se refere à política esperando uma atitude que se faça pelo povo até o último momento do seu mandato, observando-se que na política o torcedor o povo que não torce e sim demonstra por ele uma afinidade, passa pelos momentos das eleições dos vereadores e prefeitos, esses são os verdadeiros cabos eleitorais pelos municípios afora buscando nas grandes capitais um representante para o futuro, também se escolhe em outro momento os outros representantes os deputados estaduais, deputados federais, senador da república, governador e presidente, com tudo isso o povo é que o torcedor em constante e acredita sempre que vai dar certo, acredita que no último minuto antes do apito final a coisa vai funcionar, esse coitado permanece como sempre um grande sofredor que em muitas das vezes estão frustrados com aqueles que deveriam ser o seu time de uma única camisa, a camisa do povo.

Visão Cidade

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

%d blogueiros gostam disto: