Neymar e Alisson são finalistas do prêmio Fifa The Best

A Fifa, entidade máxima do futebol mundial, divulgou nesta quarta-feira (25) os finalistas do prêmio The Best, que elege os melhores atletas da temporada. O atacante Neymar, do Paris Saint-Germain (França), é um dos candidatos ao posto de melhor jogador entre os homens. Atual detentor da honraria entre goleiros, Alisson, do Liverpool (Inglaterra), está novamente na disputa, ao lado de mais cinco arqueiros.

Já no prêmio Puskás, de gol mais bonito, o representante “brasileiro” é o meia uruguaio Giorgian De Arrascaeta, do Flamengo, com a bicicleta que balançou as redes do Ceará na vitória rubro-negra por 3 a 0, pela Série A do Campeonato Brasileiro do ano passado.

Também foram anunciados os indicados ao The Best de torcedores, que premia as melhores demonstrações de amor ao esporte. A trajetória do pernambucano Marivaldo Francisco da Silva, que percorre 60 quilômetros a pé, por 12 horas, para assistir aos jogos do Sport, é uma das finalistas. Em 2019, a história ganhadora foi a da paulista Silvia Grecco, que leva o filho Nickollas – que é deficiente visual – às partidas do Palmeiras e narra o que acontece em campo a ele, que é fanático pelo Verdão.

Os finalistas receberão votos de técnicos e capitães das seleções e de um jornalista de cada país vinculado à Fifa. Torcedores também participam do processo, mas com peso diferente no voto. A exceção é o Puskás: neste a escolha dos internautas terá o mesmo peso que a do painel de ídolos da modalidade, selecionado pela Fifa – o chamado Fifa Legends. A votação é realizada no próprio site da Fifa. Os votos serão computados até o próximo dia 9 de dezembro e os três melhores anunciados no dia 11.

A premiação da Fifa deveria ter sido feita em 21 de setembro, mas o sofreu alterações devido à pandemia do novo coronavírus (covid-19) e foi remarcada para 17 de dezembro. Ao contrário dos últimos anos, em que a entrega dos prêmios se deu em cerimônias de gala, não haverá evento presencial e os vencedores serão anunciados em transmissão por vídeo..

Na disputa pelo posto de melhor jogador, Neymar tem como rivais o francês Kylian Mbappé (que também joga no PSG), o polonês Robert Lewandowski, o espanhol Thiago Alcântara (ambos do Bayern de Munique, da Alemanha), o egípcio Mohammed Salah, o holandês Virgil Van Dijk, o senegalês Sadio Mané (todos do Liverpool), o espanhol Sergio Ramos (Real Madrid, da Espanha), o belga Kevin De Bruyne (Manchester City, da Inglaterra), o argentino Lionel Messi (Barcelona, da Espanha) e o português Cristiano Ronaldo (Juventus, da Itália). Os dois últimos dominam a premiação desde 2008, com seis vitórias de Messi – atual ganhador do The Best – e cinco de Ronaldo.

Alisson tem a concorrência do belga Thibaut Courtois (Real Madrid), do costarriquenho Keylor Navas (PSG), dos alemães Manuel Neuer (Bayern de Munique) e Marc-André ter Stegen (Barcelona) e do esloveno Jan Oblak (Atlético de Madri, da Espanha). Entre eles, apenas Courtois – além do brasileiro – ganhou o The Best dos goleiros, que é disputado desde 2017. O belga levou a melhor em 2018.

No Puskás, o gol de Arrascaeta rivaliza com outros dez – sete do futebol masculino e três do feminino. Pelo Twitter, o meia do Flamengo pediu apoio da torcida: “Escolham o uruguaio certo”. A brincadeira tem a ver com um dos concorrentes ser o compatriota Luís Suarez, do Atlético de Madri, que disputa com um gol de quando ainda defendia o Barcelona.

Se o atleta rubro-negro vencer, seria a terceira vez que um jogador que atua no Brasil levaria o prêmio. Em 2011, Neymar foi o ganhador com o golaço que marcou em uma derrota do Santos por 5 a 4 para o Flamengo. Quatro anos depois, o então atacante Wendell Lira superou Messi e foi o escolhido com o bonito gol de meia bicicleta que assinalou na vitória por 1 a 0 do Goianésia sobre o Atlético-GO, no Campeonato Goiano de 2015.

O Brasil não teve indicados aos prêmios de melhor técnico (tanto no masculino como no feminino), goleira e jogadora. Neste último, o país já teve a atacante Marta como ganhadora em seis ocasiões. A mais recente em 2018.

(Agência Brasil)

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

%d blogueiros gostam disto: