Vera Cruz: Qual o real protocolo de combate ao Covid-19?

Qual é o protocolo a ser seguido por cada município na questão do covid-19?, é uma interrogação muito grande, pois a Organização Mundial de Saúde (OMS) tem um protocolo, o governo do estado emite um outro protocolo, o governo federal na sua vez não fica atrás, tudo isso enfim rebate e chega até o ponta do iceberg, no caso do Brasil a situação dos municípios a exemplo de Vera Cruz hoje está uma grande interrogação, o centro de covid-19 montado pelo governo do estado foi no HGI (Hospital Geral de Itaparica), porém os moradores de Vera Cruz estão se dirigindo até a UPA de Mar Grande (Unidade de Pronto Atendimento), estão sendo atendidos as suspeitas, porém um protocolo de informação segundo alguns pacientes são que os mesmos retornem para sua casa e se mantenham em isolamento, pois bem os fatos que são relatados por diversos moradores, existe um fato extra que preocupa a todos são que as famílias em Vera Cruz estão juntas daquelas pessoas que foram acometidas com o vírus, aí fica a pergunta ‘Aonde está sendo feito o isolamento social?’, porque nem a testagem dos familiares estão sendo feitas, para ter um diagnóstico preciso, fica a pergunta ‘Por onde anda os protocolos de saúde para o combate da covid-19?’.

A redação do site entrou em contato com a Secretaria de Comunicação do município e obteve os seguintes esclarecimentos:

Explicando melhor,  vamos lá o atendimento na UPA não atende paciente de covid o centro de covid na ilha tanto para Vera Cruz quando para Itaparica é o HGI, qualquer indicação a pessoa está aí o protocolo determinado pelo Ministério da Saúde, não é a prefeitura que determina que determina o atendimento de covid é um Ministério da Saúde que é se a pessoa tem sintomas leves ela aguarda em casa, faz o isolamento social e o Ministério da Saúde determina se a pessoa tem sintomas mais graves é levado para internamento,aí dependendo do caso é encaminhado se precisa de UTI, aí é o próprio Centro no HGI que faz essa transferência no caso de sintomas mas graves, quando a pessoa é infectada como positiva no teste rápido é preciso ser feita confirmação pelo PCR ou  qualquer outro  tipo de sorologia para ser confirmado como positivo, mas testou positivo dependendo dos sintomas que a pessoa tem, se a pessoa não tem sintomas ela tem que ficar em casa em isolamento social é assim que funciona basicamente, mas o paciente  precisa de acompanhamento maior só UTI, a gente não tem UTI na ilha né não foi montada, é dessa forma a determinação do Ministério da Saúde sintomas leves a pessoa fica em casa, sintomas graves que precisa de internação ou ela é internado no HGI, se precisar de UTI ela vai ser transferida para o Espanhol ou outa unidade de referência em Salvador.”

Ação Social

Não tem programa do social que dê cestas básicas especificamente porque a pessoa adquiriu covid, porém todos que estão com covid podem receber cesta através do CRAS, se estiverem dentro das condicionalidades da Lei de Benefício Eventual  – aí precisa procura o CRAS.
A pessoa com covid pode entrar em contato com o plantão social do CRAS , para ser atendido por um assistente social que vai fazer uma analise e oferta a cesta básica se preciso.
Porque o CRAS já oferta, então a pessoa com covid que não tem condições de se suprir com sua alimentação, pode procurar o CRAS para esse suporte.
Positivado é atendido de forma remota, por ligação, chamada de vídeo em whatsap, atendimento remoto.
Plantão CRAS 7198784-0358

Visão Cidade

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

%d blogueiros gostam disto: