Prefeitura amplia frota e promove ações de proteção a usuários de ônibus

A Secretaria Municipal de Mobilidade (Semob) tem adotado ações de proteção aos usuários de ônibus de Salvador e de prevenção da circulação do coronavírus na cidade. Desde que a primeira fase de retomada das atividades foi iniciada, na última sexta-feira (24), seguindo o protocolo elaborado entre a Prefeitura e o governo do Estado, a frotafoi ampliada para 70%, visando evitar a lotação dos coletivos. A ampliação ocorreu de maneira gradativa, passando inicialmente de 30% para 55% e depois para 70%. 
Aliado ao aumento da frota, as estações de transbordo da Lapa, Pirajá, Acesso Norte e Mussurunga agora contam com profissionais distribuindo máscaras e borrifando álcool em gel nas mãos dos passageiros das linhas de maior demanda. A borrifação e distribuição de máscara começaram na última sexta-feira (24) e devem continuar enquanto houver a pandemia. 
“É uma ação que estamos fazendo para contribuir para a diminuição da circulação do vírus na cidade. Quando tiver início a fase dois de retomada, a frota vai aumentar para  80% e nós ampliaremos a quantidade de linhas que vão receber a ação. A ideia é essa. Quando a frota chegar a 100%, vamos passar também a medir a temperatura das pessoas com o termômetro digital de testa”, afirma o titular da Semob, Fábio Mota. 
Cerca de 500 mil pessoas utilizam diariamente o serviço de transporte coletivo por ônibus na capital. O número representa 42% dos 1,3 milhão de passageiros que utilizavam o ônibus diariamente para se deslocar antes da pandemia. 

Outras ações – Mota lembra que outras medidas já foram adotadas pela pasta para a contenção da proliferação do coronavírus, a exemplo da higienização diária das estações de transbordo, escadas rolantes e dos veículos com a parceria da Empresa de Limpeza Urbana de Salvador (Limpurb). A Limpeza dos ônibus é feita nas garagens e nos finais de linha com a utilização de uma solução composta por água e hipoclorito de sódio. 
Os passageiros ainda podem fazer a higienização das mãos em lavatórios e dispensers de álcool em gel instalados na Estação da Lapa. Na mesma estação, câmeras foram instaladas para medir a temperatura e detectar se as pessoas estão utilizando a máscara e, ainda, se usam corretamente o objeto de proteção. Quem apresenta temperatura superior a 37,5ºC é encaminhado para a realização de teste PCR-RT. Em caso de resultado positivo, a orientação é ficar em casa, e a Prefeitura monitora a cada 48 horas através do Salvador Protege.

SECOM

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

%d blogueiros gostam disto: