APLB Vera Cruz rebate declarações de secretario em Blog de notícias local

GOVERNO DE VERA CRUZ, NÃO RESPEITA OS DIREITOS DOS TRABALHADORES DA EDUCAÇÃO GARANTIDOS EM LEIS E ATACA SINDICATO CLASSISTA (APLB SINDICATO) PARA DESVIAR O FOCO DAS SUAS NEGLIGENCIAS COM AS LEIS DA EDUCAÇÃO E AGIR NA IRRESPONSABILIDADE DA GESTÃO. Há realmente algo errado com o governo de Vera Cruz, no momento em que o prefeito interrompe a negociação com o sindicato, desrespeitando o processo democrático de direitos e também devido APLB Sindicato em fragorosa luta não baixar à guarda da fiscalização das verbas da educação em nenhuma gestão e isso incomoda muito e devido a essa posição somos de fato muito perseguidos. O questionamento que alguma coisa aconteceu, vem da própria conduta do governo que finge receber a direção sindical e leva a Campanha Salarial em todos os seus exercícios, para um desgaste financeiro, sem dar respostas aos trabalhadores e depois fechar as negociações, sem nenhum retorno, para não atender ao pleito aprovado em assembleia anual da categoria. É vergonhosa a atitude desse secretário de educação perdido dentro de si mesmo. O foco da sua gestão é a campanha eleitoral. Infelizmente o secretário deixa de fazer gestão para fazer politicagem na educação. Contratos sem fim! Em todas as gestões a APLB Sindicato foi uma entidade combativa que lutou, luta e lutará para preserva a qualidade da educação e a valorização dos seus trabalhadores. Devido a essa postura sempre incomodou os gestores. Nossa luta por meio da APLB Sindicato, incomoda e incomodará, pois como Controle Social, lhe é garantido fiscalizar e denunciar e cobrar, bem como esclarecer a sociedade e aos órgãos instituídos os desmandos dos governos irresponsáveis. A entidade é muito perseguida na Bahia toda e em Vera Cruz não seria diferente, isso mostra que não somos um sindicato de gaveta (cartorial) ou que anda no colo do governo. Somos de luta e desde que surgimos em Vera Cruz, travamos vários embates, dentre eles para garantir o cumprimento do Plano de Carreira, lei aproada em 2011 e que até hoje não está sendo cumprida por esse governo. O governo trata o Plano de Carreira como objeto de gaveta e não o cumpre levando a direção da entidade que pacientemente questionou a gestão em todos esses anos de governo e vem lutando para estabelecer dialogo cordial, entretanto o governo escolheu a estratégia do desgaste e em todos os anos sabotou a Campanha Salarial dos Trabalhadores da Educação e agora não conseguindo CALAR A APLB Sindicato, faz em publico o mais baixo dos seus ataques, tenta atacar o caráter da entidade que presta Contas constantemente, razão pela qual elegeu sua chapa no ultimo pleito eleitoral da entidade e elegeu os atuas dirigentes que a conduz. Sem prestação de contas não haveria chapa eleitoral. Seguimos o nosso Estatuto e o Secretario o desconhece como desconhece as Leis da Educação ou finge. O Secretario mente e vem há púbico num ato de desrespeito e desespero caluniar a entidade classista e seus dirigentes numa fragorosa prova que não respeita a Constituição Federal. Só nessa gestão a APLB Sindicato como nas outras foi perseguida com a subtração de arrecadação da taxa de contribuição mensal, autorizada pelos seus filiados, sem nenhuma justificativa. Estamos na justiça ainda com o processo. Levamos mais de um ano sem arrecadar via consignado da prefeitura. Toda essa situação só nos levou a muitos prejuízos financeiros que ao final demonstram que querem nos eliminar. Essa situação nunca irá acontecer! Em gestão anteriores subtraídos também de arrecadar o imposto sindical, sobrevivendo da arrecadação da sede em Salvador, que em muito nos ajudou, pois em todos os governos ocorreu a suspensão da consignação num ato de tentar destruir a entidade no município. Ao contrario da afirmação do secretario, temos um sindicato forte, que é resistente, e que mesmos sofrendo esses embates do governo tentar nos eliminar pra não fiscalizar os recursos da educação, pois nenhum órgão o fiscaliza. A APLB Sindicato é mesmo um incomodo ao governo. Esclarecemos que Temos tanta transparência com os recursos da entidade que existimos fisicamente e institucionalmente e toda nossa arrecadação é para a luta e os nossos trabalhadores não se intimidam com esse discurso. O secretário é professor e nunca participou da luta e nunca contribuiu com ela por nunca ser filiado. Entretanto se beneficiou do plano de Carreira e de toda luta. O mesmo sempre ficou montado nos cargos e se oportunizou de tudo isso para fazer política de interesse próprio. Tenta confundir a população e aos trabalhadores disseminando essas calunias. Nós que perguntamos secretario o que foi feito nos quatro anos de gestão com a valorização dos Trabalhadores da Educação que não cumpriu a lei! O dinheiro veio. Sofremos e continuamos a sofrer com toda essa situação. Não fuja do debate. A APLB Sindicato mesmo perseguida em seu governo com suspensão de arrecadação autorizada pelos seus trabalhadores não deixará de lutar e ergue cada vez mais a sua voz, ainda que tente inviabilizar a existência do nosso sindicato, PASSANDO POR CIMA da Constituição Federal, com atos declarados publicamente que não quer sindicato em seu caminho. Suas irresponsabilidades com a Educação do municio de Vera Cruz está sendo cobrada por nossa APLB Sindicato e por todos os seus trabalhadores (as) e não vamos nos calar. Nenhum direito a menos. A luta continua. APLB Núcleo Vera Cruz

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

%d blogueiros gostam disto: