APLB-Vera Cruz: A espera de valorização e reconhecimento

A APLB Sindicato Núcleo de Vera Cruz vem através deste esclarecer sobre os seus princípios e postura diante da atual situação na luta por direitos no município de Vera Cruz. A APLB é um sindicato de base Estadual e nossa luta não para em todo território baiano. Fazer essa luta pela qualidade da educação e por valorização dos profissionais que nela atuam é obrigação e dever instituído em nosso Estatuto Sindical e qualquer iniciativa é fruto de decisão em assembleias ordinárias com todos os Trabalhadores da Educação filiados. Em 2018, aprovamos nossa campanha salarial em assembléia para o exercício de 2019, como sempre fazemos em anos anteriores. Estamos desde janeiro de 2019, onde se institui a nossa Data Base de discussão da nossa Campanha Salarial/2019 que é feita por meio de documento oficial entregue ao governo em cada exercício e nesse não foi diferente. Nossa campanha não trata tão somente de reajuste salarial, nela há uma pauta que vai desde aspectos econômicos, pedagógicos e administrativos. Iniciamos o exercício de 2019 abertos ao diálogo com a Prefeitura Municipal de Vera Cruz, onde buscamos sem sucesso discutir a nossa pauta de campanha. Tratamos desde a questão do reajuste salarial ao enquadramento de mais 20 horas semanais aos professores que ainda não haviam sido contemplados, pois, o último enquadramento não atendeu as perspectivas legais, pois até o momento somente 55 profissionais tiveram o benefício. Colocamos a falta de cumprimento da nossa data base referente ao reajuste salarial para todos os trabalhadores em janeiro de 2019, e até o presente mês não obtivemos êxito, passaram-se 11 meses e nada; buscamos também as mudanças de níveis dos trabalhadores que fizeram graduação, pós graduação, mestrado e doutorado que também não houve êxito nas discussões; buscamos também a restituição dos descontos indevidos no pagamento da remuneração que vem sendo retirado desde outubro de 2019, onde todos foram pegos de surpresa; buscamos também respostas junto ao comportamento da secretaria de educação quanto à proposta que foi aprovada em assembléia e desrespeitada na questão do Calendário Letivo, onde apenas (03) sábados estavam propostos e foi trocada por outra proposta rejeitada em Assembleia constando (13) sábados letivos, constituído- se em um verdadeiro massacre a nossa categoria e a corpo de aluno do município. Esse processo se torna muito cansativo e exaustivo para os alunos e professores, enfim, buscamos diversas melhorias, mas todas ainda sem êxito; Buscamos para os funcionários de escola o reconhecimento dos seus direitos em nosso plano de Carreira quanto a insalubridade, periculosidade, reajuste da tabela do Profuncionário na carreira, da gratificação dos vigias e da questão da formação pelo Profuncionário e do concurso público. Não há mais como continuar a esperar diante de tanto descaso com todos os Trabalhadores da Educação do município de Vera Cruz. Então, Logo após a nossa última assembleia do dia 11/11, houve uma tentativa de negociação com o prefeito, sugerindo uma reunião técnica com a APLB Sindicato, e seu técnico Drº Donovan e 2 representantes da base que foram enquadrados, com o setor jurídico da prefeitura, o secretario e o prefeito, conforme o acordado na assembléia com data marcada para o dia 26 de novembro, mas o prefeito desmarcou pois, estava viajando. Então, enviamos um ofício para agendar uma nova data para início de dezembro, em resposta ao ofício o prefeito nos informou que só atenderá no recesso escolar. O governo nos trata com descaso protelando uma discussão que já deveria ter sido resolvida. Diante dessas situações a categoria decidirá os caminhos da luta em assembléia ainda em dezembro/2019, tendo em vista o comprometimento do início do exercício letivo de 2020, caso não haja respostas contundentes a campanha salarial e das demandas da nossa categoria que estão sendo desrespeitadas pela gestão Municipal de Vera Cruz.

Nota: APLB Sindicato Núcleo Vera Cruz

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

%d blogueiros gostam disto: