O Matuto: Indignação

“Eu queria entender o povo daqui da roça é uma coisa estranha, o povo já gosta de ver a dificuldade do outro, tudo é um motivo de felicidade, depois desse negócio de rede social quando se sabe que alguém está em apuro, antigamente a coisa que era diferente, todo mundo procurava ajudar uns aos outros, mas depois que tá chegando esse povo de fora querendo tomar conta daqui da roça, sorrateiramente, devagarzinho, querendo ocupar espaço, nós aqui na roça tem vivido poucas e boas, tem mais , a gente daqui da roça que se junta com esse povo que vem de fora vai falar um monte de bobagem para querer acabar com a vida de quem já tá aqui, mas é o tal do progresso que vem chegando, é tudo o que eles querem cada um com seu objetivo, cada um pensando em si mesmo, esquecendo que a roça já foi um lugar bom de se morar, aonde o ‘fio do bigode’ era o documento mais importante, aonde a palavra na venda de seu Zé valia mais do que certos cartão de crédito, aonde comprar pão na mão de seu Vitor que vendia no balaio gritando na porta da casa ‘olha o pão’, não tenha dúvida aquele tempo era um tempo bom, mas hoje nem na porta de casa a gente pode sentar, porque tudo é um motivo de fofoca, esse tal de whatsapp é gente tirando foto de tudo e de todos, sem falar no tal do fake news que todas aí fica fazendo, é mas é isso mesmo a roça ainda vai voltar a ser o que era, a roça ainda vai dar a volta por cima porque esse povo que vem para cá pensando que vai enganar nós está redondamente enganado, pois a roça tem o seu povo que não é besta e nem tão pouco está cega para o que eles estão querendo,vamos ver até onde nós vai ficar, até onde esse povo pensa que vai enganar o nosso povo, o povo da roça.

Tudo aqui agora virou motivo de justiça de ir para o tal do Fórum, de dar queixa no tal do MP ou Ministério Público, fala até no tal do TCM, tem tanta gente que fala essas letras aí mas não sabe nem o que é, não sabe nem para que presta mas fala, fala porque hoje os outros fala do povo da cidade grande e vem para a roça e bota na cabeça desse povo daqui da roça que não é brincadeira e o povo tome a falar palavra difícil, a falar coisa que não deve, além do mais tem gente se dizendo ‘você é tão importante’, mais importante até que de quem está no grau de importância, tem gente querendo tomar conta da roça sem saber nem tanto quanto o que é a roça, o que é que seja mas quer tomar conta da roça, pode crescer a roça, pode mudar nem tanta coisa para se fazer, mas o povo que vem de fora quer acabar na roça, vai crescer tenho certeza que não vai ficar do jeito que tá, porque maior do que tudo isso é o povo daqui e tenha certeza que vai mudar,a mudança já tem sido vista muita coisa vai precisar, o transporte,a educação, a saúde, tem que melhorar muito, mas tem coisa que tem que só com tempo, tem até um tal de um melhoramento para chegar, a roça vai ser a roça orgulho para muita gente, agora a gente tem a certeza de uma coisa agente aqui na roça não é besta não, vai deixar de jeito nenhum esse povo que vem de fora querer se aparecer em cima da gente, pois a roça tem gente e gente que faz,tem gente que se orgulha da gente, pois a roça sempre será a roça.”

Visão Cidade



Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

%d blogueiros gostam disto: