Concessão do Palácio Rio Branco à iniciativa privada conquista apoio de vereadores



A proposta de concessão do Palácio Rio Branco para a iniciativa privada preservar e utilizar o edifício histórico, situado na Praça Municipal, em Salvador, foi tema de reunião realizada nesta sexta-feira (3), entre o secretário estadual do Turismo, Fausto Franco, e vereadores.

O secretário deu início ao encontro explicando que o uso do palácio prevê respeito às suas características históricas e arquitetônicas. A fachada será preservada, assim como o Memorial dos Governadores Republicanos da Bahia. “A sala em homenagem aos governadores será mantida em sua integralidade e seguirá aberta à visitação”, disse.

O presidente da Comissão de Desenvolvimento Econômico e Turismo da Câmara, vereador Ricardo Almeida, observou que as informações apresentadas por Fausto Franco eliminam os ruídos que levaram a questionamentos do projeto. “A concessão à iniciativa privada – feita a partir de regras bem claras – vai salvaguardar o interesse público”, resumiu.

Fausto Franco explicou, ainda, que são vários os edifícios históricos que serão incluídos pelo governo estadual em um plano de valorização do Centro Antigo. Além disso, a Secretaria da Fazenda analisa a possibilidade de serem criados incentivos às atividades produtivas naquela área da cidade.

O vereador Alexandre Aleluia também ficou satisfeito com as informações sobre o Palácio Rio Branco, visto pelo grupo português Vila Galé como alternativa para instalação de um novo hotel. Aleluia é autor de projeto de lei que visa à preservação da Praça Municipal. “O que está proposto, neste caso, é bom para a cidade e para o desenvolvimento econômico sustentável”, finalizou.

Também estiveram presentes à reunião na Setur os vereadores Alex Mine, Paulo Magalhães Júnior e Sabá, assim como o subsecretário Benedito Braga e o superintendente de Serviços Turísticos Jorge Ávila.


Ascom / Setur



Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

%d blogueiros gostam disto: