Sisu: 17 mil cotistas teriam nota suficiente para passar como não-cotistas



No Sistema de Seleção Unificada (Sisu) do primeiro semestre de 2019, cerca de 113 mil estudantes foram selecionados para uma vaga na graduação por meio de cotas e 17.271 deles tiveram nota alta o suficiente para passarem também nas vagas de ampla concorrência do mesmo curso e universidade. Isso quer dizer que 15% das vagas oferecidas para cotas foram preenchidas por candidatos que também passariam na ampla concorrência.

Os dados são de um levantamento inédito feito pelo a partir do resultado divulgado no site do Sisu. Entenda o sistema de cotas:

  • O Sisu 2019 teve mais de 130 modalidades de cotas, entre as reservas de vagas por raça ou cor, para alunos de escola pública, de família de baixa renda ou com deficiência ou necessidades especiais. Os candidatos aprovados pelas cotas precisam comprovar que cumprem os requisitos para garantir a matrícula.
  • Já a ampla concorrência, ou seja, dos não-cotistas, reuniu quase metade de todas as vagas às quais pode concorrer qualquer estudante que tivesse feito o Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) em 2018 desde que não tenha zerado a redação nem tirado notas abaixo do valor mínimo exigido em certos cursos.

A análise comparou a nota mais baixa entre os aprovados por alguma modalidade de cotas e a nota mais baixa entre os aprovados pela ampla concorrência de cada um dos 6.228 cursos. Essas notas podem ser consideradas a “nota de corte” para alguém conseguir a vaga naquele curso.

Resultado da chamada única

A análise levou em consideração todos os mais de 228.775 aprovados em 28 de janeiro, o que significa que, no primeiro resultado, só 3% das 235.461 vagas em disputa não tiveram candidatos selecionados.

Entre os motivos para a existência de vagas remanescentes está a falta de inscritos por desinteresse ou por causa dos requisitos, como nota mínima no Enem ou, principalmente, as condições sociais, financeiras ou raciais impostas para concorrer a uma cota.

Na inscrição, cada estudante pode escolher até duas opções de curso. Após a divulgação do primeiro resultado, os aprovados têm um prazo para efetuar a matrícula. Os candidatos que não foram aprovados em nenhuma das duas opções podem aderir à lista de espera para serem convocados para as vagas remanescentes em chamadas feitas pelas próprias instituições.(G1)



Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

%d blogueiros gostam disto: