‘Atletas de fim de semana’ devem se cuidar para evitar lesões e doenças cardíacas

Propaganda

Bem vindo ao Player Audima. Clique TAB para navegar entre os botões, ou aperte CONTROL PONTO para dar PLAY. CONTROL PONTO E VÍRGULA ou BARRA para avançar. CONTROL VÍRGULA para retroceder. ALT PONTO E VÍRGULA ou BARRA para acelerar a velocidade de leitura. ALT VÍRGULA para desacelerar a velocidade de leitura.Play!Ouça este conteúdo 0:00
02:37AudimaAbrir menu de opções do player Audima.

Pessoas sedentárias que costumam se aventurar em alguns fins de semana (jogando aquele torneio de futebol entre amigos) precisam tomar cuidado. A prática pode ser nociva ao coração, que provavelmente não estará fortalecido para aguentar a intensidade de um exercício.

— O problema é justamente a falta de periodicidade nos exercícios, que pode aumentar as chances de desenvolver doenças cardiovasculares. Isso porque quando fazemos alguma atividade que não temos costume, o coração não está preparado para a sobrecarga de esforço repentino — afirma o cirurgião cardiovascular Marcelo Sobral.

A Organização Mundial de Saúde (OMS) recomenda que sejam feitos pelo menos 150 minutos de atividade física de intensidade baixa ou moderada por semana ou 75 minutos de exercício vigoroso, preferencialmente divididos em cinco dias. Para quem tem a vida muito corrida e o fim de semana é o único momento disponível para se exercitar, é melhor praticar alguma atividade nestes dois dias do que se manter no sedentarismo. Essa foi a conclusão de um estudo realizado por pesquisadores ingleses e australianos.

Para quem só tem este pequeno tempo para se exercitar, é mais indicado praticar atividades de baixa intensidade, como uma caminhada no sábado e no domingo — diz o presidente da Sociedade Brasileira de Medicina do Exercício e do Esporte.

Quem pratica atividades muito intensas apenas no fim de semana corre maior risco de sofrer algum tipo de lesão por não ter uma musculatura capaz de absorver os impactos corretamente.

— O ideal é que as atividades físicas sejam feitas com regularidade para promover o condicionamento físico e evitar lesões — diz Claudio Tinoco, diretor científico da Sociedade de Cardiologia do Estado do Rio de Janeiro (Socerj).

Caminhada: para quem tem apenas o fim de semana para se exercitar, vale a pena fazer uma caminhada dois dias livres. Esse é um tipo de atividade de baixa intensidade que não vai sobrecarregar o coração e apresenta menos chance de causar uma lesão.

Ciclismo: se você tem uma bicicleta em casa, aproveite para usá-la nos fins de semana e nos pequenos deslocamentos durante os dias úteis.

Escadas: uma das maneiras de se exercitar sem mudar muito a rotina é abrir mão do elevador e passar a subir as escadas do prédio onde mora ou trabalha.

Liberação médica: os exercícios físicos são uma ótima maneira de proteger o corpo de diversas doenças. Antes de praticar alguma atividade, procure um cardiologista ou um clínico geral para receber a liberação para o exercício.(IBahia)

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

%d blogueiros gostam disto: