Lixo e saúde andam de mãos dadas

Propaganda

Como não ficar atento para um grande problema de saúde pública que é o lixo, temos hoje em nosso convívio este grande e grave assunto para que todos juntos possamos começar a combater tal problema,passa por todos desde a sua produção familiar,a maneira de armazenar, a falta de cultura do que poderia ser parte da solução a separação dos resíduos sólidos dos recicláveis, a falta de equipamentos nas coletas, a falta de pontos para tais serviços.
O que se vê são campanhas exaustivas de reciclagem, porém sem efeito no público alvo que produz mais de uma tonelada de lixo por ano,as prefeituras por sua vez não investem na reciclagem, as empresas de coletas pela mesma situação segue se importando tão somente com as toneladas diária a ser alcançada pelos contratos firmados com as prefeituras.
O mais deprimente é que o equívoco vem exatamente destes contratos chegando a deixar comunidades sem coletas nos finais de semana, alias quando os pontos de lixo ficam completamente cheios.

Tem cidades pela região metropolitana onde o assunto vai além das coletas, são os lixões sem a mínima condição de receber tais proporções de material orgânico misturado com todos os tipos de lixo,dando margem a contaminação do solo e ao lençol freático,além daqueles cidades que em pleno século os lixões são na entrada da cidade embelezando e servindo como cartão de visita.
O Brasil tem uma lei que trata dos resíduos sólidos urbanos basta unicamente ser comprida por todos,a população e autoridades competentes,reciclar é preciso.

Visão Cidade



Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

%d blogueiros gostam disto: