Treinador comenta derrota do Tricolor

Propaganda

Após o jogo contra o Bahia de Feira, em coletiva de imprensa, o técnico Enderson Moreira avaliou a performance do Esquadrão na noite desta quarta-feira (30), na Fonte Nova.
Questionado se havia uma explicação para a primeira derrota da equipe na temporada, o treinador disse que “há várias explicações. Não está tudo certo quando ganha de sete e nem tudo errado quando perde de dois. A gente sabe também do risco quando jogamos com o ‘Time B’, com o principal, mas ainda assim nós produzimos o suficiente para vencer hoje. Criamos mais chances, perdemos um pênalti e o resultado poderia ser outro. Infelizmente a gente tentou e não conseguimos ser efetivos como poderíamos. Eficiência no futebol faz a diferença”.
Enderson fez questão de falar do empenho dos atletas. “Não faltou comprometimento. O time correu até a última gota de suor. Todo mundo correu e até no final, quando a gente estava todo projetado na frente, o time se recompôs com velocidade, filtrando muito bem os contra-ataques deles”, disse.
Sobre a situação na tabela de classificação no Estadual e o calendário apertado para a próxima semana, com jogos da Copa do Nordeste (Ba-Vi, domingo), Sul-Americana (Liverpool, dia 7) e Baianão (Atlético, dia 6, e Jacobina, dia 10), o técnico disse que o clube vai seguir o planejamento de alternar os jogadores de acordo com os duelos. “Temos que fazer algumas escolhas, porque jogaremos na quarta e na quinta-feira. Temos muitas competições e ainda que tudo para nós seja importante, temos que pensar em cada situação. Pensamos muito isso para o nosso planejamento e vamos segui-lo. É um problema do calendário brasileiro. É humanamente impossível cumprir todos os nossos compromissos com os mesmos jogadores”, explicou.
Por fim, Enderson Moreira falou sobre as expectativas para o Ba-Vi de domingo. “Enquanto esse grupo que atuou hoje estava concentrado, fui ao Fazendão e dei treinamento normalmente para aqueles que vão atuar no domingo. O resultado hoje não muda nada o que esperamos para o clássico, mesmo se vencêssemos seria a mesma coisa, com o máximo de respeito ao Vitória. Temos que lembrar que estamos ainda em processo de aquisição de forma, em pré-temporada, com 25 dias de trabalho em 2019, e há muita coisa para ser ajustada”, finalizou.

(Esporte Clube Bahia)



Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

%d blogueiros gostam disto: