Ferry, lanchas e ponte, a Ilha esta em ‘maus lençóis’



Já é um sacrifício viajar para a Ilha de Itaparica durante o período normal pior fica no período de veraneio onde muitas famílias tem o destino as cidades de Vera Cruz, Itaparica e Salinas,neste caso as filas de veículos e pedestres deixa perto do impossível viajar utilizando o sistema ferry boat,com navios ultrapassados sem o mínimo de conforto, cadeiras sujas, banheiros sem a mínima condição de uso, além da demora na viagem chegando ao tempo de 70 a 80 minutos de travessia entre a saída e a chegada ao destino.

Lanchas

Por outro lado as lanchas que fazem a travessia entre Salvador/ Mar Grande município da Ilha de Itaparica continuam o mesmo, em agosto do ano passado fez um ano do pior acidente da travessia onde vitimou 19 pessoas, mesmo após a fatalidade nada mudou continua tudo do mesmo jeito sem que haja uma fiscalização nos dois terminais sendo que o de Mar Grande chega a ser pior onde os transtornos são visíveis a todos os momentos.
Esta última semana o governador do estado anunciou que será realizado um trabalho de dragagem nos Terminais Marítimos de Bom Despacho e no de Mar Grande, assim os usuários esperam que melhorias possam acontecer.

Ponte Salvador/Itaparica

Um fato que chamou a atenção de todos que utilizam o sistema para viagens foi o valor do preço do pedágio da Ponte Salvador/Itaparica que segundo o vice governador será de no mínimo de R$ 40,00 (quarenta reais),nesta semana o governador em entrevista a uma emissora local confirmou que o valor será esse e está compatível para pagamento do investimento.

Visão Cidade



Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

%d blogueiros gostam disto: