O Matuto:Política do assistencialismo não é política



“Espia só como são as coisas da política aqui na roça, vai conversa, vem conversa,um compadre que entende do assunto depois de ouvir tudinho que ele me falou chegou a uma conclusão das coisas da política é dificuldade pura, tantas são as situações para não dizer outra coisa ou falar besteira.

Aí fui para o famoso ‘pai dos burros’ como é chamado o dicionário com todo o respeito ao animal que neste caso não tem nada a ver com os fatos,o compadre tem o seu conteúdo e conhecimento basta, bom o mesmo me revelou que um vereador daqui da roça teve que mudar a sua maneira de fazer política, pois não aguenta mais o povo pedindo de tudo um pouco,desde uma obra para a sua rua até para pagamento da conta de água e luz, assim falou o compadre, mais veja só uma coisa então ele se elegeu fazendo e praticando isso?
Por outro lado o dever destes ilustres nobres vereadores é de legislar ou seja fiscalizar,criar leis a favor do município e consequentemente em benefícios para o povo ,a roça não tem educação de qualidade, não tem transporte, não tem trabalhado, não tem saúde digna, os hospitais sem médicos,falta especialistas a UPA com atendimento precário nos postos de saúde deixando a desejar, tendo então que o povo da roça tenha que ir para a capital por que na roça não tem prevenção da assistência básica de saúde, aliás só se encontra na roça a mais famosa forma de fazer política pública de saúde a ambulância-terapia onde a maioria dos vereadores tem uma ambulância em sua porta para levar aqueles que colaboraram com a sua eleição.
A roça precisa mudar o prefeito não precisa de vereador, quem precisa de vereador é o povo mais eles esqueceram que quem elege eles é o povo, vem aí 2020 a roça vai mudar, porque a mandioca já esta sendo cultivada para selecionar a melhor farinha.”

Visão Cidade



Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

%d blogueiros gostam disto: