Esporte e cultura afastam jovens da criminalidade

Resultado do trabalho conjunto de oito ministérios e da Secretaria Nacional da Juventude, o Programa Progredir vai levar ações nas áreas de justiça, educação, esporte e direitos humanos a 50 mil crianças e jovens entre 6 e 17 anos da capital fluminense e região metropolitana. O objetivo é, por meio de atividades no contraturno da escola, manter os jovens afastados das drogas e violência. O investimento previsto é de R$ 157 milhões. 

De acordo com o Ministério do Desenvolvimento Social (MDS), as regiões prioritárias no Rio de Janeiro são: Complexo do Lins de Vasconcelos, Complexo do Alemão, Complexo da Penha, Complexo da Maré, Chapadão/Pedreira, Cidade de Deus e Vila Kennedy, Rocinha, Baixada Fluminense e Complexo do Salgueiro (São Gonçalo). 

Serão investidos R$ 30,2 milhões na compra de material esportivo, uniforme, contratação de professores e monitores do Programa Forças no Esporte (Profesp), que oferece atividades esportivas educacionais e de lazer, de reforço escolar, de iniciação musical, de laboratórios de informática e de oficinas de treinamentos. Os recursos também serão utilizados para melhoria de instalações e alimentação aos beneficiários até dezembro de 2018. 

Confira abaixo as ações e investimentos previstos em cada área do programa: 

Educação 

Recursos da ordem de R$ 35,4 milhões vão reforçar, por meio do Programa Dinheiro Direto na Escola (PDDE), atividades culturais, esportivas e de lazer nas escolas públicas da educação básica. O investimento também será utilizado para ampliar vagas em dois cursos do Pronatec: Qualificação Profissional Territorial para Inclusão Social no Mundo do Trabalho; e Laboratório Criativo – Oficinas no Formato “Maker” em Robótica, Games e Automação. Serão oferecidas de 6 a 8 mil vagas em cursos de 120 a 220 horas. 

Esporte 

Será ampliado o programa Esporte e Cidadania para Todos, que atende crianças e jovens de 6 a 21 anos em situação de vulnerabilidade social ou que cumprem medidas socioeducativas. A meta é implementar até 160 núcleos dos projetos do Ministério do Esporte, atendendo diretamente mais de 44 mil crianças e jovens, com a oferta de atividades físicas e esportivas, bem como danças, jogos e práticas culturais. 

Justiça e Segurança Pública 

Serviços de acolhimento e atendimento a dependentes químicos terão vagas ampliadas em todo o País. Da mesma forma, o acesso ao programa Casa de Direitos: Cidadania Plena, que proporciona o acesso à Justiça em comunidades em situação de vulnerabilidade, também será ampliado. O investimento nessas ações chegará a R$ 8,8 milhões.

Secretaria Nacional de Juventude 

Ações específicas voltadas para a juventude negra do Rio de Janeiro também terão prioridade: as atividades do Plano Juventude Viva terá R$ 2,6 milhões para contratação de profissionais, pagamento de encargos sociais, realização de obras, reforma de seis centros e aquisição de material de consumo. 

Fonte: Governo do Brasil, com informações do Ministério do Desenvolvimento Social



Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

%d blogueiros gostam disto: