Rodoviários decidem manter greve

Propaganda

Os rodoviários de Salvador decidiram manter a greve de ônibus, iniciada na madrugada desta quarta-feira (23), durante a audiência de conciliação entre representantes da categoria e donos de empresas de transporte de Salvador.

A Justiça propôs um reajuste de 2,2%, mas não houve consenso. A reunião foi realizada na tarde desta quarta-feira (23), na sede do Tribunal Regional do Trabalho (TRT), no bairro de Nazaré, na capital baiana.

 

Como não houve acordo entre rodoviários e patrões, a situação vai para julgamento na segunda-feira (28), na sede do TRT.

Determinação judicial

Mesmo antes da paralisação ser decretada, a Justiça determinou que 50% da frota circulasse em horários de pico e 30% nos demais horários. No entanto, nesta quarta, nenhum ônibus saiu das garagens das empresas.

Uma liminar assinada pelo desembargador Renato Mário Simões estipulou multa de R$ 10 mil por dia, caso a determinação fosse descumprida.

O descumprimento gerou impasse entre rodoviários e empresas sobre de quem era a responsabilidade pelo não cumprimento da liminar.

De um lado, o Sindicato dos Rodoviários disse que a responsabilidade é dos donos das empresas, e que seria obrigação deles apresentar uma lista com os nomes e as linhas que deveriam rodar pela capital baiana.

Já Jorge Castro, diretor de relações institucionais da Integra, consórcio responsável pelos ônibus, diz que são os trabalhadores que devem operacionalizar esse serviço, e que não é necessária a lista.(G1)



Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

%d blogueiros gostam disto: