Hoje na Historia: O Político brasileiro Luis Eduardo Magalhães

Propaganda

 

6/03/1955, Salvador  21/04/1998, Brasília

Filho do ex-governador da Bahia e senador Antonio Carlos Magalhães, um dos mais importantes políticos brasileiros, Luís Eduardo Magalhães morreu quando estava no auge de sua carreira, preparando-se para disputar o Palácio de Ondina (residência oficial do governo baiano). Nascido no dia 16 de março de 1955, quando seu pai iniciava a carreira política como deputado estadual, Luís Eduardo demonstrou logo cedo a sua vocação.

Aos 18 anos, ainda estudante, iniciou sua carreira política, como oficial de gabinete do pai, então governador da Bahia. Após o primeiro governo de Antonio Carlos Magalhães, foi nomeado chefe-de-gabinete da Primeira Secretaria da Assembléia Legislativa da Bahia, permanecendo como funcionário até 1979, quando foi eleito deputado estadual pela extinta Arena, aos 23 anos, obtendo, à época, a maior votação na disputa por uma vaga na Casa: 125.338 votos.

Em 1975, foi aprovado no curso de Direito da UFBA (Universidade Federal da Bahia) e, no ano seguinte, casou-se com Michelle Marie Pimentel, com a qual teve três filhos. Mesmo formado em Direito, Luís Eduardo Magalhães deu seqüência à sua carreira política, reelegendo-se deputado estadual, desta vez pelo extinto PDS, em 1982. No ano seguinte, chegou à presidência da Assembléia Legislativa da Bahia, cargo que ocupou até 85. Em 86, pela primeira vez, foi eleito deputado federal.

Foi o primeiro de três mandatos de Luís Eduardo na Câmara dos Deputados, onde se destacou principalmente pela liderança e trânsito fácil com parlamentares de todas as tendências. Deputado Constituinte, Luís Eduardo Magalhães assumiu a liderança do PFL na Câmara e apoiou a implantação do Plano Real. Também trabalhou muito para consolidar as articulações políticas que escolheram Fernando Henrique Cardoso para disputar as eleições presidenciais pelo PSDB. Por causa do seu empenho, o deputado baiano foi convidado para ser candidato a vice-presidente na chapa, mas recusou a proposta.

Em fevereiro de 1995, assumiu a Presidência da Câmara dos Deputados, aos 39 anos. Sob o seu comando, a Câmara dos Deputados votou 656 matérias, das quais 14 emendas constitucionais. Foi aprovado o novo conceito de empresa nacional, derrubado o monopólio estatal do petróleo, da navegação de cabotagem, das telecomunicações, da distribuição de gás. Por força do cargo, ocupou por duas vezes a Presidência da República. Foi Líder do Governo em 97/98.

O deputado Luís Eduardo Magalhães morreu de infarto aos 43 anos, em 21 de abril de 1998, num dos momentos mais importantes da sua carreira política, quando iniciava a sua campanha para o Governo da Bahia, contando com o apoio de diversos partidos e inclusive costurando alianças com a oposição. Era também um nome forte do PFL para a sucessão do presidente Fernando Henrique Cardoso em 2002.

(UOl)


Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

%d blogueiros gostam disto: