As reformas deviam começar de dentro para fora

Chegando ao limite máximo dos mais absurdos o Brasil vive hoje expectativas muito assustadoras para o seu povo com anúncios de reformas como a da previdência social, trabalhista, econômica, educacional, politica e da saúde, são tantas que o povo não acompanha o que deveria ser normal, acompanhar e o desenrolar de temas tão relevantes para a sociedade, porém algumas Casas Legislativas não dão essa transparência e acima de tudo confiança ao povo brasileiro.
Ficamos sem entender porque não se começa pela mais pratica e mais simples a reforma da máquina pública a exemplo de auxílio moradia para quem tem onde morar, auxílio transporte para quem tem carros e jatinho particular, auxílio alimentação para quem faz suas refeições nos mais caros restaurantes do país, gerando um alto custo onde estas compensações não cabe mais em todos os setores e seguimentos onde se tem até alguém para puxar a cadeira para o outro sentar, em alguns setores mesmo com o avanço da tecnologia ainda tem auxílio selo para enviar correspondência pelo correio, não dá para compreender porque os benefícios da máquina pública não são revisto com prioridade ou até mesmo cortados na “própria carne” acabando definitivamente com o alto custo.

Sabe-se que na prática essa ordem não existe o povo não é para obedecer os políticos e sim os políticos devem obediência ao povo por terem sidos eleitos pelo voto do povo para representá-los.
“Muda Brasil levanta deste berço esplêndido e vai a luta transformar essa nação”.

Visão Cidade



Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

%d blogueiros gostam disto: