Tragédia de Mar Grande que a justiça seja feita

Propaganda

Irresponsabilidade, negligência e falta de respeito esses são os mais simples adjetivos que se pode atribuir a empresa CL Transporte que ainda faz da mesma maneira a travessia Salvador X Mar Grande, após a conclusão das investigações da tragédia com a lancha Cavalo Marinho I no dia 24 de agosto de 2017 ás 07:00 horas, com a sentença responsabilizando o dono da empresa, engenheiro e comandante.É visível que o que houve na realidade não foi um fatalidade e sim um crime.

Agora chegou a vez de prosseguir com as investigações que passa a ser na esfera criminal com a Polícia Civil e o acompanhamento do MP (Ministério Público), foram nada mais nada menos que 19 vidas retiradas do seio de seus familiares por irresponsabilidade, como afirma o laudo da Capitania dos Portos demostrando que as falhas foram da empresa no geral, todas as famílias envolvidas na tragédia que foi antes anunciada não tiveram nenhum apoio da empresa, segundo familiares das vítimas que foram a óbito tanto quanto aos sobreviventes.

“A travessia continua da mesma maneira sem a mínima segurança, pois A AGERBA não está nem aí para o fato”, afirma parentes e usuários do sistema, após o parecer da Marinha vejamos qual será a providência tomada pela agência reguladora do transporte, “Na pior hipótese seria a cassação dos direitos de explorar a travessia desta empresa que baseado no laudo é a responsável pela tragédia”, como expressa um usuário o senhor Paulo.
Vamos esperar o desenrolar dos fatos agora já se tem um caminho a ser seguido para responsabilizar definitivamente os culpados, então tem que se esperar mais dois anos para que a justiça seja feita lembrando que toda justiça tardia não é justiça e sim injustiça.

Visão Cidade



Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

%d blogueiros gostam disto: