Na Ilha desenvolvimento é necessário

A renda per capita e familiar na Ilha de Itaparica nos municípios de Itaparica e Vera Cruz é muito baixa para o que é visto nos mercados e lojas, casas de materiais de construção e serviços, não se tem uma órgão para controlar o abuso nos preços com a justificativa que os produtos tem que atravessa o ferry-boat,qual nada é exploração mesmo já que o comércio das duas cidades são abastecidos pela empresas do município de Santo Antônio de Jesus.

Neste período então que os veranistas estão no município as coisas se complicam tem comerciante vendendo dois pães por R$1,00 (um real), água mineral de 20 litros por R$13,00 (treze reais), sem falar nas hortaliças e os frutos do mar, peixes e outras coisas mais, a exemplo do combustível que em qualquer posto de gasolina é de R$4,00 (quatro reais), o gás de cozinha chega ao preço de R$78,00(setenta e oito reais),agora a pergunta “Como fica os nativos que moram na Ilha?”, pois quando passa o verão os preços continuam da mesma forma.

Fala-se que já existe projetos de empresas do ramo de alimentos, material de construção,comércio varejista, grandes atacadistas, postos de gasolina, instalarem lojas nos municípios quebrando assim o paradigma de que na Ilha não se sobrevive no período do inverno, como no momento da implantação do supermercado em Mar Grande foi uma celeuma, muita gente foi contra quando o anúncio da implantação da Lojas Americanas foi visto várias manifestações contrárias, porém todos esses que se colocam contrário ao desenvolvimento econômico do município “Pode ter certeza não vivem a realidade, estão por aqui de caju a caju e olhe lá ” afirma moradores da Ilha.

Visão Cidade



Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

%d blogueiros gostam disto: