Governo brasileiro decide expulsar diplomata da Venezuela

Apesar de não ter recebido um comunicado oficial por parte do governo venezuelano sobre a expulsão do embaixador do Brasil em Caracas, Ruy Pereira, o Ministério das Relações Exteriores (MRE) decidiu expulsar o encarregado de negócios da Venezuela no Brasil, Gerardo Antonio Delgado Maldonado.

A decisão, confirmada pelo Itamaraty ao Correio no começo da noite desta terça-feira (26/12), é mais um episódio da crise diplomática entre os dois países, iniciada desde o impeachment de Dilma Rousseff.

A decisão do Itamaraty é uma resposta ao anúncio, feito no sábado (23/12), da presidente da Assembleia Constituinte e ex-chanceler da Venezuela, Delcy Rodríguez, segundo a qual Pereira era considerado persona non grata naquele país.

Na ocasião, o governo brasileiro emitiu nota dizendo que, caso fosse confirmada a medida, adotaria a reciprocidade. Nos dias seguintes, a comunicação oficial da expulsão na veio, e o Itamaraty agiu hoje. Como a Venezuela não mantém um embaixador em Brasília há cerca de um ano, coube ao Itamaraty considerar Maldonado persona non grata.

Canadá expulsou embaixador na segunda-feira

Na segunda-feira (25/12), o Canadá expulsou o embaixador venezuelano no país. O encarregado de negócios do Canadá em Caracas, Craig Kowalik, foi considerado persona non grata pelo governo de Nicolás Maduro no mesmo dia que Ruy Pereira, que está visitando familiares em território nacional e não deve retornar a capital venezuelana.



Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

%d blogueiros gostam disto: