Itaparica comemora 186 anos de emancipação política

Itaparica é um município do estado da Bahia, no Brasil. Fica localizado na Ilha de Itaparica, na Baía de Todos os Santos. Itaparica teve sua fama inicial como balneário de repouso e de saúde devido às suas bonitas praias e à sua água mineral que jorra da Fonte da Bica, localizada dentro da cidade, na costa oeste. Na parede frontal da fonte, está inscrito, em um azulejo: “Êh ! água fina. Faz velha virá menina”.

Nas eleições de 2016 o município elegeu a prefeita Marlylda Barbuda junto com os vereadores Antonio Paulo Souza dos Santos Everaldo Almeida dos Santos, Italo Veiga Mastriolo, Uelinton Barbosa dos Santos, Jorge da Silva, Nerivaldo Alves da Silva, Nixon Ferreira Sacramento, Jose dos Santos, Naiane Jesus de Souza

O toponônimo, com origem na língua tupi antiga, significa “cerca feita de pedras” ou, segundo o tupinólogo Eduardo de Almeida Navarro, “pedra faiscante, isto é, pederneira”, pela junção de itá (pedra) e pirika (faiscante).

Por volta do ano 1000, os índios tapuias que habitavam a região foram expulsos para o interior do continente devido à chegada de povos tupis procedentes da Amazônia. No século XVI, quando chegaram os primeiros europeus à região, a mesma era habitada pela tribo tupi dos tupinambás

Datam do século XVI os primeiros registros sobre a Ilha de Itaparica. No mesmo século, os jesuítas construíram uma capela que se tornou um importante marco histórico da região. A cana-de-açúcar e a criação de gado bovino foram importantes elementos de desenvolvimento econômico da região, nos séculos seguintes Atualmente, a ilha é dividida entre os municípios de Vera Cruz e Itaparica.

Sua população estimada em 2017 era de 22 Mil habitantes.

Juntamente com o município de Vera Cruz, compõe a Ilha de Itaparica. Fica a sessenta minutos de barco de Salvador ou 25 minutos em catamarã.

Entre as atrações, estão suas praias e seu conjunto histórico.

Conjunto Histórico
Formado pelo casario e pela Igreja de São Lourenço, construída em 1610

Embora tombado pelo Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional, o local é alvo de vandalismo. Na Igreja de São Lourenço, foram roubadas 34 das 41 imagens dispostas ao longo de sua formação. Uma das imagens roubadas, a de São Elesbão, é a única com suas características em todo o país

Praias
Praia da Ponta de Areia
Praia da Ponta do Mocambo
Praia do Boulevard
Praia do Forte
São João de Manguinhos
Praia de Amoreiras
Coroa do Limo
Porto dos Santos



Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

%d blogueiros gostam disto: