Para usuários, andar no ferry-boat,lancha,taxi e vans é um sofrimento

O que falta para a Internacional Travessia, lanchas, taxi e cooperativas de vans, se não tem a oferecer aos seus usuários uma melhor atenção no seu serviço, são enumeras reclamações das mais simples a mais complexa se é que existe coisa simples para o péssimo atendimento aos clientes.
Relatos dão conta de maus tratos desde a compra do bilhete até o desembarque no destino, o troco para quem compra apenas um passagem com cinquenta reais nunca tem, os sanitários das embarcações estão sempre sem a limpeza satisfatória, em alguns dos navios e lanchas quando chove molha por completo o convés, para quem viaja de veículos nos ferrys tem várias situações que chega a ser esdruxulas a ponto de muitas vezes essas discussões chegarem a necessidade de intervenção policial, um fato que constrange aos usuários dos famigerados sistemas de transporte de massa na Bahia dá-se por conta da exposição dos passageiros ao sol e chuva por não ter cobertura no embarque e desembarque dos navios,lanchas,TAXI e VANS.
Fica a pergunta por onde anda a agência fiscalizadora do serviço?

Porque as empresas prestadoras dos serviços não dão ao usuário uma melhor condição nos deslocamentos?

Estas são as perguntas que não quer calar.

Essa é a realidade nua e crua do sofrimento do povo itaparicano e vera-cruzense um transporte ineficiente nos ferry-boat, nas lanchas, nos táxi e das cooperativas de transporte que fazem o transporte alternativo em ambos município, “Onde tem um transporte caro e de péssima qualidade”, assim afirma os usuários do sistema, além do mais quando é nos finais de semana as tarifas ficam mais caras.

Visão Cidade
Da Redação



Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

%d blogueiros gostam disto: