Saiba o que é psoríase e como tratar

Propaganda
Resultado de imagem para Saiba o que é psoríase e como tratar
O dia 29 de outubro é marcado pelo Dia Nacional de Conscientização da Psoríase, doença que atinge mais de 125 milhões de pessoas no mundo todo e, no Brasil, mais de cinco milhões, de acordo com dados da ONG Psoríase Brasil.
Caracterizada por ser uma doença de pele crônica, a psoríase se manifesta através de lesões avermelhadas, pele ressecada e rachada, descamação e coceira.
“Um dos principais desafios enfrentados por quem possui psoríase é a aparência da pele e, por falta de conhecimento, as pessoas acreditam ser algo contagioso. Psoríase não é transmissível e é uma doença cíclica, ou seja, apresenta sintomas que desaparecem e reaparecem periodicamente”, explica dra.
Ana Claudia Nobre. Em pesquisa encomendada pela indústria farmacêutica Novartis, foi constatado que 96% dos brasileiros com psoríase sofrem discriminação e humilhação por causa de sua pele.
O Brasil apresentou uma das maiores médias da pesquisa dentre os 31 países participantes, ao lado do Taiwan e Coréia do Sul.
As causas ainda são desconhecidas, mas fatores como interações com o meio ambiente e histórico familiar são apontadas como causas relacionadas.
“A psoríase é uma doença inflamatória que se desenvolve quando o próprio organismo começa a renovar as células numa velocidade acima do normal. Pessoas com alto nível de estresse, acima do peso e fumantes tendem a ter o sistema imunológico debilitado, o que aumenta a frequência de aparecimento da doença”, aponta dra. Ana Claudia. 
A psoríase pode se manifestar de diversas formas, e o tipo mais comum é conhecido como psoríase em placas ou vulgar. “São desenvolvidas placas avermelhadas, com escamas esbranquiçadas, em diversas partes do corpo, causam coceira, e às vezes chegam a atingir as articulações”, podendo cursar com dor, destaca dra. Ana Claudia.
Outros tipos incluem a ungueal, que afeta as unhas das mãos e pés; a do couro cabeludo, semelhante a caspa; e a invertida, que atinge principalmente áreas úmidas como axilas, virilhas e embaixo dos seios. 
O tratamento para pacientes com psoríase é essencial para que a qualidade de vida do paciente seja mantida. “As opções incluem hidratação e medicamentos tópicos nas regiões afetadas nos casos mais leves, e tratamento com fototerapia, utilizando a luz ultravioleta A ou B em casos moderados.
Um destes tratamentos é o V-Trac, que utiliza a radiação UVB através de laser, aplicado diretamente nas lesões, sem dor ou reações, atinge bons resultados, chegando ao controle total da doença. Para os casos mais graves, faz-se necessário o uso de medicamentos via oral ou injetáveis”, informa dra. Ana Claudia.
Ela pontua ainda que a prática de atividade física acompanhada de uma alimentação saudável contribui na melhora e desaparecimento dos sintomas. (TB)


Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

%d blogueiros gostam disto: