Projeto para pessoas com deficiência na praia

Começou hoje (16), na Praia de Ondina, a edição 2016 do Projeto Para Praia, da Prefeitura de Salvador,  com atividades físicas e de lazer na Orla voltadas às pessoas com deficiência aos sábados e domingos .  O vice-líder do Governo na Câmara Municipal de Salvador, Leo Prates, autor do Projeto de Indicação para a criação do Para Praia  explica que ” o programa é voltado para a inclusão social. Meu mandato tem diversos projetos para melhorar a qualidade de vida das pessoas com deficiência e com a convivência com as ONGs e lideranças que defendem essas pessoas aprendi que a pior coisa para uma pessoa com deficiência é a segregação e o preconceito que, em muitos casos, a sociedade impõe às pessoas com deficiência.  Isso que precisa ser revertido”, explicou.
Robson  Régis dos Santos  é acometido de uma anomalia denominada “estrogênito imperfeito”. Isso limitou, por exemplo, o crescimento de suas pernas, que são atrofiadas. Ele é cadeirante. Robson explicou que “este projeto é muito importante. O cadeirante sofre muito preconceito. As pessoas precisam entender que estamos numa cadeira de rodas, mas estamos vivos”.
O evento, que contou com a presença do titular da pasta Secretaria de Cidade Sustentável, André Fraga, responsável pelo projeto, estabelece atividades de lazer e esportivas para pessoas com deficiências programadas e administradas por profissionais especializados e diversificadas de acordo com a demanda, como por exemplo o surf adaptado; voleibol sentado; futebol; frescobol; peteca, piscinas plásticas infantis com jogos recreativos e brinquedos para as crianças, dentre outras atividades, como jogos de tabuleiro e de mesa.
O Projeto Para Praia ocorrerá durante todo o Verão. 


Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

%d blogueiros gostam disto: