Mesmo sem chuva nas represas, nível do Cantareira sobe

Propaganda

O nível das represas que pertencem ao Sistema Cantareira subiu pelo segundo dia consecutivo nesta quarta-feira. Segundo a Sabesp, o volume armazenado fechou a véspera do Natal com 7,2% da capacidade – já contando a segunda cota do chamado volume morto -, 0,2 ponto percentual a mais do que na terça-feira, quando o índice subiu pela primeira vez desde abril, reflexo das chuvas que caíram sobre a Grande São Paulo no começo desta semana.
 

Apesar da pluviometria registrada no site da Sabesp indicar zero milímetro entre quarta e quinta-feira no Cantareira, a explicação é que a água que caiu no dia anterior nas proximidades das represas do manancial, que abastecem 6,2 milhões de pessoas, chegou somente nesta quarta-feira ao sistema.
A mesma explicação vale para outros mananciais que também tiveram aumento na capacidade da água represada, apesar da pouca chuva ou da ausência dela.
No Alto Tietê, por exemplo, o volume acumulado nesta quarta-feira (a pluviometria registrada pela Sabesp foi de 0,2 milímetros nas represas do manancial) era de 11,6% da capacidade total, 0,5 ponto acima do medido no registrado no dia anterior. Cerca de 4,5 milhões de pessoas dependem do Alto Tietê. Já no Guarapiranga, a medição passou de 38,3% para 38,9%, mesmo com chuva zero.
O único sistema que teve queda nesta quarta-feira, na comparação com a véspera, foi o Alto Cotia (que também não registrou chuva), que operava com 31,5% da capacidade anteontem e teve redução de 0,1 ponto nesta quarta-feira.
Mesmo com a chuva e a capacidade de armazenamento subindo nos mananciais, a Sabesp pede que a população continue economizando água.(OD)


Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

%d blogueiros gostam disto: