Aneel define ‘bandeira vermelha’ para todo o país, e energia elétrica sobe

A partir de 1º de janeiro, as contas de energia elétrica serão acrescidas de um custo extra de R$ 3 a cada 100 quilowatts-hora (kWh) consumidos devido à situação dos reservatórios. A Agência Nacional de Energia Elétrica (Aneel) informou nesta sexta-feira que a bandeira tarifária de cor vermelha foi fixada para os consumidores de todo o país, com exceção dos estados do Amazonas, Amapá e Roraima – que ainda não integram o Sistema Interligado Nacional (SIN). As distribuidoras de energia deverão arrecadar cerca de R$ 800 milhões extras em janeiro, com a bandeira vermelha. A estimativa é que, no caso da bandeira amarela, a receita extra seja de R$ 400 milhões.
Na semana passada, o diretor-geral da Aneel, Romeu Rufino, havia adiantado que, muito provavelmente, as contas de energia elétrica passariam a ser acrescidas desse custo de R$ 3 a cada 100 kWh em janeiro. Pela falta das chuvas neste ano, todos os submercados no país estão com bandeira vermelha neste mês de dezembro. Mas as tarifas só passarão a ser cobradas efetivamente a partir de janeiro.


Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

%d blogueiros gostam disto: