Allan busca o penta para igualar recorde na travessia

Propaganda
Campeão do Circuito Mundial Fina de  Maratonas Aquáticas de 2014, o baiano Allan do Carmo mandou fazer uma touca de natação exclusiva para inaugurar nos 12 km da 51ª Travessia Powerade Mar Grande/Salvador, que será disputada no domingo, às 8h.
“É para marcar o pentacampeonato, caso eu vença a prova”, justificou o tetracampeão da travessia, que com uma vitória nesta edição chegará ao mesmo número do juazeirense Lourival Quirino, recordista com cinco títulos na competição.
“Minha intenção era ganhar as cinco seguidas, mas perdi aquela de 2012. Agora, quero aproveitar essa chance de igualar Quirino”, completou.
Além da touca, ele e o pai, Walmir do Carmo, mandaram fazer 500 camisas para a torcida e um banner para enfeitar o barco-guia. “Para quem quiser uma verdinha (cor da camisa usada desde 2004), vamos trocar por um quilo de alimento não-perecível, domingo, no Porto da Barra”, avisou  Allan na tarde de quinta-feitra, 18, pouco antes de treinar na ACEB, no Costa Azul.
Já na fase de ‘polimento’, quando o treino é reduzido em quantidade e intensidade, ele nadou 7 km, divididos em 4 km no turno matutino e 3 km na parte vespertina.
O campeão do mundo espera que a previsão do tempo esteja certa e não chova no dia da prova. “Se chover, fica tudo mais difícil. Visibilidade, muito vento, marola… Muita gente não iria completar a prova”, analisou o favorito ao título de 2014.  
Menos de 2h
Se o tempo cooperar, a previsão de Allan é concluir os 12 km em menos de 2 horas. “O bom é quando está aquele solzão, maré lisinha para a gente tentar fazer a travessia em 1h50”, calculou o nadador.
Empenhado em fechar o ano vitorioso, Allan definiu o que significa a travessia, que, na visão dele, não se compara com as outras provas que participa. “É literalmente uma travessia, porque você sai de um lugar para chegar a outro. Cada atleta tem o seu barco e guia. É uma prova muito estratégica. Quem assiste acha uma loucura ver uns barcos seguindo em linha reta, outros apontando para o Farol ou o Elevador”, analisou.
“Alguns até podem pensar: ‘quem está correto?’ Mas, quando você vai ver, todos podem estar corretos, porque ali é a estratégia de cada um, isto de acordo com a condição de cada nadador”, completou Allan.
Só pensa no Rio
Por mais valor que dê atenção à Travessia, ela será apenas um ‘aperitivo’ para Allan, que até 2016 só terá pensamentos para a Olimpíada do Rio. O ouro olímpíco é o título mais sonhado por ele, depois de se realizar como  campeão mundial, sul-americano, tetrabrasileiro e do Rei e Rainha do Mar no mesmo ano. “Seria o maior presente de aniversário de todos os tempos na minha carreira, ganhar o ouro olímpico”, desejou Allan, que fará aniversário de 27 anos no dia 3 de agosto de 2015.
“Primeiro, tenho de me classificar para os Jogos. Saio de férias depois da Mar Grande até o dia 5 de janeiro. No dia 2 de maio participo da Seletiva Nacional, que define quatro brasileiros: dois para o Mundial de Kazan e dois para o Pan-americano do Canadá”, listou.
Passando na Seletiva, Allan lutará para ficar entre os dez primeiros colocados nos 10 km do Mundial. Assim, ele estará classificado para a Olimpíada do Rio-2016.
Promovida pelo Grupo A TARDE e organizada tecnicamente pela FBDA, a 51ª Travessia Powerade Mar Grande-Salvador conta com patrocínio da Powerade, Prefeitura Municipal de Salvador, Embasa, Petrobras e Governo Federal; o apoio da TV Aratu-SBT, Vitalmed, Shopping Iguatemi, Prefeitura Municipal de Vera Cruz, Caixa Econômica Federal e Banco do Brasil. Realização da Plural Marketing e do Grupo A TARDE.


Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

%d blogueiros gostam disto: