Sede da Aspra, associação que deflagrou greve da PM, é lacrada pela Justiça

A Polícia Civil lacrou nesta sexta-feira (3), por ordem da Justiça baiana, a sede da Associação dos Policiais, Bombeiros e dos seus Familiares da Bahia (Aspra), entidade de classe responsável pela deflagração do movimento grevista no estado, na última terça-feira (31). Como a sede situada no bairro da Piedade estava vazia, o oficial de Justiça não encontrou resistência. A determinação foi autorizada pela juíza Janete Fadul de Oliveira, após pedido feito pelo Ministério Público (MP), e impede a realização de assembleias e reuniões no local. Dirigentes da Aspra e policiais estão há quatro dias acampados na sede da Assembleia Legislativa da Bahia (AL-BA), localizada no CAB, em Salvador. A entidade reivindica o cumprimento do pagamento da Gratificação por Atividade de Polícia (GAP) e a regulamentação do pagamento de auxílio acidente, periculosidade e insalubridade. ( G1).

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

%d blogueiros gostam disto: