Policiais civis decidem não aderir à greve da PM

Os policiais civis decidiram que não vão aderir à greve dos policiais militares da Bahia, iniciada na última terça-feira (31). A categoria se reuniu em assembleia na manhã desta sexta-feira (3), na Avenida Carlos Gomes, onde decidiu continuar em atividade e com as rodadas de negociações com governo. 

Na reunião, segundo o secretário geral do Sindicato dos Policiais Civis da Bahia (Sindpoc), Bernadino Gayoso, foi aprovada uma moção de apoio aos PMs, pela luta e em repudio aos baixos salários que o Estado oferece. Agora, membros da categoria se dirigem à Assembleia Legislativa da Bahia, onde os policiais grevistas estão acampados desde o início do movimento, para prestar solidariedade. Os policias civis também se propõem a ajudar os PMs nas negociações com o governo.

O governador Jaques Wagner falará, nesta sexta-feira (3), às 20 horas, em cadeia regional de rádio e TV, sobre a situação da segurança pública no Estado.

Reivindicações – Na assembleia também ficou decido que um projeto com as reivindicações dos policiais civis deve ser entregue ao governo em março. A categoria também busca melhorias salariais, pagamento de insalubridade, da URV, entre outros pontos.
(Atarde)

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

%d blogueiros gostam disto: