Greve de PMs já causa prejuízos ao turismo da Bahia

 A sensação de insegurança e medo que muitos baianos vêm sentindo nos últimos dias no Estado já está afetando o setor turístico. A efervescência de visitantes em Salvador, no período do Verão, está dando espaço para ruas vazias e festas e eventos culturais cancelados. O Carnaval da capital baiana é uma das folias que mais deve sofrer impacto com o prolongamento da greve de policiais militares.

Em conversa com o portal iBahia, Cláudio Tinoco, Presidente da Salvador Turismo (Saultur) confirmou já existem prejuízos, mas que estes ainda não foram contabilizados. “Nós ainda não temos números referentes a isso, mas, em conversa com alguns produtores, fui informado de que realmente houve uma retração na compra dos abadás e dos camarotes”, explicou.
Cláudio Tinoco informou que essa retração será causada não apenas a curto prazo, mas a médio também: “Acredito que até março o setor turístico seja afetado por toda essa repercussão negativa da crise. Isso, é claro, sobretudo no Carnaval”.
Com dados ainda embrionários, o presidente da Associação Brasileira de Agências de Viagem (Abav-Ba), Pedro Galvão, estima que cerca de 10% dos pacotes, que foram ou seriam comprados, sejam cancelados ou redirecionados para outras cidades brasileiras neste Verão. 

“O turismo certamente é o setor mais sensível a qualquer problema nas cidades, seja catástrofes naturais, ou até mesmo esse tipo de movimentação”, explicou o presidente da Abav-Ba.
A Saltur ainda não está trabalhando com a possibilidade de mudanças na programação do Carnaval 2012. “O governador Jacques Wagner declarou que a expectativa é que a crise seja debelada até a terça-feira, 07. vamos aguardar o fim dessa prazo para fazer uma reavaliação disso tudo”, afirmou Cláudio Tinoco.
(Correio)

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

%d blogueiros gostam disto: